segunda-feira, 23 de julho de 2012

Jeremias, 29: 13


O amor de Deus é incomensuravelmente condicional a reciprocidade de oferecer-lhe a dignidade intrínseca a verdade que reverbera a honestidade.

Deus não nós impõe condições que vão além de nossas limitações, tudo isto porque a sua superlativa excelência faz das condições a obrigação irrefutável de aprimorar as nossas vidas para que possamos achegar a ele.

São estas condições que nos tornam mais incólumes das próprias falhas que a nossa vil natureza amiúde nos impetra e ainda que pareça que estamos perdendo valores, na verdade nós estamos apenas trocando o efêmero pelo perene.
Estamos trocando o que é sazonal pelo o que é eterno.

E a medida que renunciamos a nossa natureza e tudo aquilo que a recrudesce fortalecemos nossos espíritos adentramos em um estado de espírito totalmente hegemônico fazendo com que a graça de Deus seja cada vez mais abrangente.

Seu amor é puro justo e verdadeiro, por isto a necessidade de buscarmos consolidar nossa essência de tal maneira que permita que este incomensurável inefável sentimento alcance o mais recôndito de nossa alma.




"Ir além diante de Deus significa ficar muito aquém daquilo que faríamos por nossas próprias forças, por nossos próprios méritos!.... "







Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna.
 -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Só queria uma chance. [ Ao ouvir Roberto Carlos - Estou aqui! ]

No cartaz estava escrito. GRANDE CURA PARA O MAU. Dizia que o Senhor é a solução… ***********   Eu vim aqui Senhor!… ...