sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Parasitas democráticos


 Por mais vulnerável que o seja, jamais devemos deixar de acreditar na justiça dos homens para que a mesma continue se denominando como tal, atraindo justos dispostos a arvorarem a sua bandeira...
É dever de todo cidadão empenhar-se de forma cônscia e ilibada para que se reverberem os conceitos que permeiam a nossa justiça, polarizando questões imprescindíveis para consolidação de uma sociedade...
Infelizmente nossa cultura vem aos poucos cedendo lugar para inércia em que uma indiferença germine a apatia irresponsável ao que tange o vigor impetrado.
Polarizamos os pontos negativos e dirimimos tudo de bom que se preconiza e com isto contribuímos profundamente para que  legisladores sintam-se a vontade para promulgar a revelia o que na verdade nós desinteressadamente os municiamos para fazê-lo. 

Isto  dirime o que seria o uso do direito com sabedoria que neste pleonasmo dignificaria a jurisprudência
A partir do instante em que cada cidadão adquiri o verdadeiro e cívico senso de justiça todo aquele que se tornou legislador passará a ver com outros olhos as questões tão ambíguas que degeneram o conceito de justiça
Como dói saber que tantos lutaram, tantos perderam a vida nesta luta, e hoje valorizamos nossa labuta ignoramos quando  estes filhos da...
A democracia é um bem que se não soubermos usufruir com sabedoria, ela paradoxalmente se converte em uma ditadura abstrata, aonde nós viveremos a mercê não de déspotas, mas de parasitas democráticos... 

"Maior que a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado!"


Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
 -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lanterna dos afogados.

Quando eu adentro em uma igreja e me prostro diante da presença de Deus est...