terça-feira, 26 de março de 2013

Um instrumento que consolidou


Peremptoriamente, cristo é essência abstrata que reverbera de forma subjetiva a plena consciência da justificação daquele que crê no sacrifício vivo humano e inumano que foi impetrado ao Deus encarnado...

Jesus se equivaleria a um profeta tendo em si as mesmas condições antropológicas, por quanto, contendo as mesmas limitações que nos levam as mesmas emoções, vontades, e consciência.

Contendo em si mesmo, tão débil condição humana, fez desta mesma condição um instrumento que consolidou o seu testemunho de vida tornando-se irrepreensível em todos os aspectos.

Ainda que a sua natureza também igualitariamente, qualitativamente divina pudesse lhe outorgar condições sobrenaturais intrínsecas em sua consistência, jamais se apropriou destas condições, a não ser pelo fato de que a sua fé lhe desse tais condições para que o mesmo impetrasse tantos milagres abissais...

Mas isto não era um privilégio apenas dele e ele mesmo assim o afirmou (Jo. 13: l2) & ((Marc. 11: 23)

Testemunho irrepreensível, sacrifício feito, lei cumprida, após o sacrifício aquele que vivenciou em si mesmo a única e suprema experiência de viver como um simples mortal.

Imortalizou por meio de sua vida as nossas vidas dando-nos legalidade para que possamos ser redimidos por intermédio dele, que fez a obra em si mesmo,
para nós,
e agora o faz em nós...
Desde que o permitamos que assim ele o faça. 

     Ele veio viveu e interpretou o que aprendeu e agora ensina aos que verdadeiramente querem viver e aprender




Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna.
 -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se um artista cantor ou escritor, julgar-se o dono da razão.

Nós podemos influenciar a mídia sem com tudo sermos influenciados podemos tomar decisões próprias sem com tudo sermos manipula...