segunda-feira, 6 de maio de 2013

O andarilho














Um dia eu quis fugir de mim mesmo
e como um andarilho eu vaguei
nas voltas do meu coração.

Descobri que meus passos eram longos,
mas não me separava do passado
pois por onde eu andava
a saudade me apertava.

Vi caminhos diferentes
e pessoas divergentes
eu estava tão descrente
ó meu Deus vi tanta gente
mas não me via no espelho.

Só queria ser um pássaro
a fugir do meu passado
e voar livre ao céu
mas entendi que o seu véu
sempre foi incomensurável.

e fugia eu de mim
sem saber aonde ir
confiado em meus passos
meus acertos ou fracassos
eu vaguei sem ter onde ir.

Este mundo é tão grande
eu não sei onde começa
muito menos onde termina

eu só sei que ao segui-lo
separei-me de mim mesmo
sem lugar para ficar.

foi então que descobri
que eu não precisava fugir
ó  meu Deus tanto eu andei
neste mundo eu vaguei

para fugir deste meu vácuo
da ausência de tua essência





Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflexões... [Ao ouvir Prisma.].

. A teoria  da relatividade nada mais é do que a ilação abstrata que só se concretiza consolidando literalmente quando orquestrada por...