segunda-feira, 10 de junho de 2013

O escritor.

Ser escritor é externar muito mais do que uma expurgação de sentimentos, vai muito além da presunção de uma habilidade.

Ser escritor é saber lidar com as palavras ao escrevê-las, é expressar aquilo que está embutido nos corações, é converter corações em palavras escritas e descrevê-las com total sublimidade.

É amenizar as agressões, recrudescer as amabilidades, fortalecendo o diálogo vivenciá-lo como doutrina conjugá-lo no presente do indicativo.

É formar ideias cognitivas que edificam a sociedade, é expressar os anseios solenes que marcarão para sempre a historia, é mudar a sua historia e concomitantemente a historia do mundo.

É reverberar a filosofia fazendo com que esta reconheça a eficácia de ideias que a tornam mais hegemônica.

Ser escritor e trocar o artigo indefinido pelo artigo definido.

É destoar-se daqueles que acreditam que o são, até que percebam que são uns mediante O! 

Verdadeiro escritor

É extrair o melhor em meio o que de pior existe, e com as próprias mãos silenciar a truculência dos tiranos dirimir a arbitrariedade dos déspotas.

Ser escritor é morrer, mas perpetuar as suas palavras...

A arte de escrever vai muito além de um simples dom, pois elucida o passado reverbera o presente e preconiza o futuro.

E o homem é tudo aquilo que ele lê e se pode entender naquilo que ele escreve, naquilo que flui de sua voz e a sociedade é a ressonância de tudo aquilo ele assimilou...

A essência que emana deste mesmo homem pode torná-lo valoroso a si e ao próximo, desde que esta seja oriunda de um caráter idôneo, digno.

Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se um artista cantor ou escritor, julgar-se o dono da razão.

Nós podemos influenciar a mídia sem com tudo sermos influenciados podemos tomar decisões próprias sem com tudo sermos manipula...