quarta-feira, 26 de junho de 2013

Pra dizer que não falei das flores.

















O nosso patriotismo deveria ser muito mais cívico, deveria ser muito mais  ideológico, muito mais filosófico!... 
De forma intrínseca as nossas almas, e não uma efêmera  ilação alienada cuja essência é tão superficial e volátil.

Talvez assim não tivéssemos nos acomodados tanto permitindo esta serie de descalabros que culminou em desrespeito a nossa sociedade.  

Porém devemos acima de tudo aproveitar este momento impar e olharmos para frente e tirarmos lições imprescindíveis que este mesmo momento nos propicia.

Introjetar em nossa cultura cotidiana a vontade de viver ideais que corroboram para um país cada vez melhor, cada vez mais honrado, mas o maior ideal agora é o de conscientizar nosso povo que política não é apenas coisa de políticos.

Retirarmos as cataratas de nossos olhos desatrofiar nossos cérebros despertar em nossos filhos a verdadeira compulsão que faltou em nós quando preterimos os rumos de nossa nação ao preterir questões de sobrevivências interligadas a ingerência de gestões passadas.

Que nós e nossos filhos tenhamos mais sede em conhecer e entender   os meandros daqueles que conduzem nossa nação, e que de agora em diante, nós tomemos gosto e nos tornemos fiscais de cada ato que advêm daqueles que gerenciam a nossa nação.

Que os professores que me colocavam em posição de sentinela ao som do hino nacional voltem a fazê-lo com nossas crianças com o mesmo orgulho que permeava em minha geração que apesar de um despotismo tão grande sabia que aquela bandeira era muito mais do que um simples pedaço de pano, e que aquele hino muito mais que uma simples canção...

...E parafraseando Geraldo Vandré!

Nas escolas nas ruas campos construções
Somos todos soldados armados ou não,
Caminhando e cantando e seguindo a canção
Somos todos iguais braços dados ou não...

Vem vamos embora que esperar não é saber

Quem sabe faz a hora não espera acontecer. 





Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça,
 mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Serás sempre mulher! [Uma resposta a Avon]

A semente que gera. És feminina és doce és bela! suave como a pétala de uma flor tão sublime és princesa e não importa sua ra...