terça-feira, 9 de julho de 2013

Soy un menesteroso

Hoje eu me sinto como alguém que lutou desesperadamente para não se afogar, mas ao perder suas forças, permitiu que alguém mais capacitado o resgatasse.

Esta é a condição que eu me encontro em relação a Deus.
Ele me tirou do mais terrível poço de angustia!...

A ansiedade em ver meus sonhos realizados, prejudicaram em muito a minha maneira de ser e de viver, e por mais que tivesse a plena consciência de que Deus sempre tem tudo sobre controle, subjetivamente e até mesmo de forma inconsciente, neutralizava a eficácia deste mesmo Deus ao valorizar muito mais os meus problemas do que a capacidade de Ele resolvê-los.

Como pude viver tanto tempo sobre este cadafalso cuja corda apertava-me o pescoço à medida que eu o forçava a abrir sobre os meus pés?

Minhas idéias, minhas convicções infantilmente sobrepujavam a hegemonia soberana de Deus que por causa disto sucumbia-se as minhas ilusões que se convertiam em frustrações desilusões...

Era como ser eu tentasse a todo tempo nadar contra uma enorme correnteza que arrastou o meu barco para o meio do mais funesto mar de angustias até que submergido senti a minha vida se esvair paulatinamente.

Hoje, envergonhado, após sentir as potentes mãos me soerguer encostei-me tímido e tremulo no canto do barco que é a minha vida e vejo Deus, o meu Senhor Jesus Cristo tranquilamente firmemente segurando o leme guiando-o, para onde eu não sei!

Mas não me importa...

Aprendi a lição!





Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Chorar faz bem ao coração.

Chorar não faz bem para a saúde quando o faz amiúde as lágrimas são tal como um açude e a alma então se inunde. Quando a vid...