quinta-feira, 19 de setembro de 2013

SÍNDROME DAS DROGAS
































Jovens nas esquinas

Vejo jovens nas esquinas
e a esquina da vida
é a esquina da morte
onde a esquina do azar
anulou toda sorte.

...E a fumaça a subir
vejo vidas a sucumbir
uma alma a se exaurir
e a fumaça se esvair

Estes jovens inconstantes
comumente claudicantes
já não sabem aonde ir
se perderam de seu norte.

E a força da beleza
converteu-se em escória
um futuro tão bonito
se perdeu no fim da história.

Sinto-me triste e abatido
nesta luta tão inglória
em que o vício desgraçado
tem a tantos avassalado
e em seus olhos tão vermelhos
que mancharam o espelho
vejo pais angustiados
vendo filhos tão drogados

pelo vício dominados
mas vejo nascer a esperança
pois ainda brilha uma luz

esta luz é a de Jesus.





  Nunca um título foi tão condizente com o conteúdo de um livro e consequentemente com a história da atual conjuntura, na qual infelizmente esta terrível síndrome instalou-se e é difícil conhecermos uma família que não tenha um parente, ainda que mais distante, que não esteja envolvido com este terrível vício fabricado nos porões do inferno.

Síndrome das drogas aborda jovens que teriam tudo para viver uma vida saudável e sadia, mas por causa das drogas acabam nas fétidas e miseráveis celas de um presídio, isso sem deixar de mencionar a maioria que morre de forma precoce.

Teófilo Antunes Filho, “Téo”, um adolescente que, rejeitado pelo próprio pai, adquiri com o passar do tempo uma anomalia terrível que o torna um psicopata cuja única obsessão é destruir a vida de Jim e sua namorada, sua prima e um xodó para o seu pai, que a enchia de afeto e de amor.

Além de tudo, no desenvolver da história ele encontra motivos para nutrir um sentimento terrível em relação ao jovem Jim, que inocentemente deixa se levar por sua falácia, já que Téo era muito inteligente e envolvente, porém toda a sua astúcia tinha apenas um objetivo.
Destruir era tudo o que esse psicopata sabia fazer, simplesmente desconhecia o sentimento de amor, compaixão e amizade.

Síndrome das drogas na verdade é mais um alerta para este submundo que tem avassalado a nossa juventude, que acaba perdendo a sua liberdade; e tudo isso começa em tragos em cigarros de maconha, sobre o que  sou veemente contra a liberação.

“Dá-me mais um trago, pois eu trago o passado de vergonha, o presente vencido, o futuro perdido e a esperança esvaída...”
                


                






Porque Deus amou ao homem de tal maneira 
que deu seu único para que todo aquele que nele crê 
não pereça mas tenha a vida eterna.
- João 3: 16  


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O terror do socialismo.

SOCIALISMO O mais desumano regime que se esconde por de traz de uma pseudo igualdade. Quando na verdade, traz intrínse...