segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Em torno de outras estrelas

As vezes me vem uma inquietação
e tal como estrelas no céu
salpica a minha consciência
infinitas interrogações.

Porque tanto egocentrismo?
Se somos tão perecíveis
efêmeros seres humanos
que nasce sabendo que vai morrer
e vive sabendo não viveu plenamente.

Nós vivemos no terceiro planeta
de um simples sistema solar
em  uma constelação
perdida entre milhares de outras
com outros planetas que giram
em torno de outras estrelas
em tantos sistemas solares.

Que pertencem a uma galáxia
que jaz no meio de outras que são
apenas estrelas que brilham
fazendo as constelações
e quantos corações,
se iludem com suas razões
pensando ser  o centro
e não olham para céu
a contemplar lindo véu
no seu deslumbrante resplendor!

Acham que basta a si mesmos
tornam-se escravos da ambição
do orgulho e da presunção,
mas se esquecem que todos nós
somos apenas itinerantes figurantes
que julga ser o dono do mundo!...





Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O amor é a base para ser o que o somos. [Ao ouvir REM- Everybody Hurts]

                            A vida me ensinou que não adianta desejar algo que nunca será nosso. ...