sábado, 3 de maio de 2014

Subjetivo



















O homem é ressonância daquilo que ele lê,
e se pode entender naquilo que ele
escreve, naquilo que flui de sua voz.

E a essência sua dignidade estampa-se na
sua assinatura, ou no seu caráter
denunciando a sua índole...

A dignidade vai muito além de uma simples
filosofia impetrada na sociedade, 
ela tem que ser intrínseca no âmago do ser
humano e emanar ininterruptamente
fazendo com que a sua índole seja um
espelho a se mirar.

Quando declarei que a essência de uma
dignidade está na assinatura do homem,
deve-se ao fato de que uma assinatura
torna emblemático o seu testemunho.

E um testemunho abjeto se expressa na
assinatura daquele que a conhece e isto
independe de status, de nível social,
religioso, ou mesmo cultural…

Existem simplórias digitais que imprimidas
em um papel sobrepujam a assinaturas
dos mais ilustres eruditos.

Também existem homens que muitos
levantam a cabeça para contemplá-los em
sua efêmera empáfia, mas na verdade eles
não passam de escórias que vivem apenas
das aparências.

A verdadeira sabedoria não se manifesta
pela imposição unilateral, mas na
capacidade de se fazer entender,
outorgando sempre o bom senso tendo
como princípio básico a honra e o bom
dialogo.

"Se alguém cuida de saber alguma coisa,
ainda não sabe como convém saber."


O meu mundo é o meu universo cujas
fronteiras virtuais se estendem além da
minha imaginação, mas que na realidade
não passa de uma palavra de quatro
sílabas.

SUB JÉ TI VO

Busco fazer da verdade a minha razão e
não da minha razão a verdade.

Eu não trago o desejo de ser mais um
sectário fundamentalista, e o que é pior!
Devido ao fato de ser leigo ao que tange a
teologia, já que nunca estive em um
seminário para um aprendizado
pedagógico.

A verdade é que a falta de um
conhecimento mais profundo das questões
técnicas teológicas podem germinar o
pedantismo...

A sociedade está tão carente de
verdadeiros referenciais que não sejam
mercenários, egocêntricos e presunçosos...
Por isto às vezes nós avaliamos as
questões de forma prosaica e acabamos
por cometer equívocos.

A minha intenção não é a de denegrir a
outrem, mas de polarizar reverberar o
evangelho sem este capitalismo hedonista
ao qual ele se descambou, sem esta
apostasia que não confronta as pessoas
com o seu próprio erro.

E se não vigiarmos, por tanto amor a Jesus
Cristo acabamos tal como Calvino, ou seja.
Condenando nossos; “Miguel Servet”, ou
mesmo presunçosamente lançando à
fogueira todo aquele que discorda do
nosso ponto de vista.

Vivo a utopia de suspirar com uma filosofia
isenta de interesses dúbios, onde a cima
de tudo com toda intensidade no coração
introjete em si mesma o propósito magno
de salvaguardar a doutrina das sagradas
escrituras, sem eufemismos, sem
heresias...

Não adianta eu querer sem uma razão
especifica criar uma outra religião, e nem
mesmo atacar nominalmente a todo àquele
que lidera a sua, ainda que seja renitente
ao que se refere a uma doutrina mais
ilibada cônscia.

Sei que muitos abusam do direito que
nunca tiveram, porém toda via mais
prudente é ansiar pela verdade, apontar
esta verdade e por ela dar a vida se
necessário for.

Pois nada podemos contra a verdade se
não a favor da verdade.
E ainda que leigo, me baseio sempre na
velha máxima por mim criada…

Eu não necessito ser um astrônomo para
compreender que o sol não passa de uma
simples estrela perdida entre tantas outras
que vemos brilhar!

Dizer que devido a distância, muitas delas
nem mais existem, o que me reporta a
tantos líderes que brilham sobre as luzes
da ribalta, mas…
Bom.
Eu não critico pessoas, mas avalio
comportamentos por isto construo minha
obra buscando colocá-la bem nivelada no
prumo e esquadrejada, e ao ser
comparado a outras, aquela que estiver
mais ilibada sobressairá!
No fundo.

Sou apenas alguém que acredita que o
“Pai o filho e o Espírito Santo”, são
intrínsecos, como também são intrínsecos

a quem os permite.




Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Chorar faz bem ao coração.

Chorar não faz bem para a saúde quando o faz amiúde as lágrimas são tal como um açude e a alma então se inunde. Quando a vid...