sexta-feira, 13 de maio de 2016

O pastor o matuto e sua vaca.

O dom de adquirir riquezas

Oh! Tu que arrastas multidões
sei que és a maior das sensações
e que julgas ser profeta
que avassala as nações

mas promove a ambição
que corrompe o coração
tu só falas em riquezas
nunca falas de perdão.

Não ensina a perdoar
Nem tão pouco sobre a dor
sobre o sangue que jorrou
quando Cristo o Rei Jesus
sua vida entregou
e o fez só por amar!

Ignoras o pecado
diz que é coisa do diabo
não condenas o mau caráter
nem conclamas ao arrependimento
é utopia o tormento
o futuro de lamento
o inferno que te aguarda
enquanto ludibria a todos nós.

Deus!
Livra-nos deste mal
nos ensina a arrepender
os pecados confessar
anular o nosso ego
e a ti Senhor amar.

Vejo a multidão entorpecida
assoviam batem palmas
mas esquecem que o inferno
está a espera de suas almas.

eu não sou contra a prosperidade
mas ela nunca foi a principal
e nem mesmo o ideal.

Não juntais ouro na terra
onde tudo é perecível
tão efêmero passageiro
com perdão da redundância
desta torpe abundancia.

O homem vive do suor do seu trabalho
o que plantou sei vai colher
e se plantar só ambição
colherá só ilusão.

Mas se esforçar e trabalhar
de acordo com que faz
sei que Deus vai prosperá-lo
com maior prazer irá amá-lo
tornando farta sua mesa.

E o dom de adquirir riqueza
se converterá no dom do amor
pois não há maior tesouro.


***********     


Um tanto cansado das investidas do pastor da igreja à qual frequentava, um rústico proprietário de um pequeno sitio, já não sabia mais o que fazer, pois o ambicioso pastor apaixonou-se perdidamente pela gorda vaca que se deitava toda pomposa no pequeno curral daquele tão bem cuidado sitio. Todos os cultos sempre era a mesma coisa, pois o pastor o massacrava com suas pregações abordando sobre ofertas sacrifícios tentando induzir ao matuto homem do interior à ofertar o que ele tinha de melhor, sendo que o que ele possuía de melhor era justamente a gorda e cobiçosa vaquinha.

         Não suportando mais, o velho resolveu mudar de igreja onde foi aconselhado por um outro pastor mais coerente a ofertar o que alegrava o seu coração, inclusive fez uma explanação sincera e profunda sobre o que escreveu o apostolo Paulo a igreja de Coríntios em sua segunda epístola.


Cada um contribua segundo propôs em seu coração,
não com tristeza ou por necessidade,
porque Deus ama ao que dá com alegria.
II Co. 9: 7
    
Porém este mesmo pastor salientou a necessidade de ofertar com toda sinceridade, e o incrível é que depois que o velho abriu o coração sua vida começou a prosperar paulatinamente até que depois de alguns anos houve uma mudança radical que tornou o velho sitiante muito rico.

     ...Passado alguns anos deste episodio que deixou o velho riquíssimo, o antigo e ambicioso pastor o encontra e intrigado ao ver o quanto ele havia prosperado o interpela, foi quando o bem aventurado sitiante lhe explica o motivo de tanta prosperidade.

                 - Antes eu ofertava apenas por imposição sem ter nenhuma alegria no coração, mas depois que passei a fazê com amor e gratidão, Deus ano após ano veio me abençoando ao ponto de eu ter que ampliar o pequeno curralzinho para que cabesse mais três nuvia que eu tinha comprado e quando fui dizaterrá encontrei uma pedra de diamante muito valiosa...

     Deus mim esperou amadurecê para mim dá aquela pedra, pois sabia que se à encontrasse na época do sinhô! Ficaria com todo dinheiro pra mim, mas agora, graças a esta pedra, pude monta uma creche prus guri, também comprei um sitio prus viciado, e a igreja cuida de tudo...

     Engraçado é que esta pedra ficava bem dibaxo da formosa que o sinhô queria que eu desse de oferta, se tivesse feito como o sinhô queria eu nunca ia meche no curralzinho e nunca ia incontrá a pedra! 





Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se um artista cantor ou escritor, julgar-se o dono da razão.

Nós podemos influenciar a mídia sem com tudo sermos influenciados podemos tomar decisões próprias sem com tudo sermos manipula...