domingo, 30 de outubro de 2016

Nossos ideais.



























O que torna um homem vencedor abaixo de Deus, com certeza é o fato de o mesmo ser um visionário, e agregar aos seus ideais elementos ilibados e altruístas que edificam tanto a sua vida quanto a vida daqueles que fazem parte do seu convívio.

Ainda que por um curto período do presente ele seja menosprezado fará parte da história para que no futuro se refiram ao mesmo como alguém que foi diferenciado.

A maioria dos homens tem o grave defeito de vulgarizar o passado eternizar o presente e volatilizar o futuro, ou seja.

O passado para muitos foi algo que não serve nem mesmo para dele tirar lições, tê-lo como exemplo, o presente para muitos é inexpugnável absoluto o que converte o futuro em uma volatilidade algo que não passa de uma utopia.

E por esta causa, quantos não terão nem passado, nem presente e nem terá um futuro ao qual possa se orgulhar...

Mas quando nossos ideais são idôneos, ilibados, em que com árduo esforço regamos nossas sementes, ainda que poucos se importem com nossas lagrimas, fazemos do nosso passado a base da nossa estrutura, do presente a solidez dos nossos propósitos para que no futuro nossa historia se converta na consolidação dos nossos ideais.

E ainda que os mesmo nem mesmo se cumpram, terá valido a pena por ele lutar!





Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Serás sempre mulher! [Uma resposta a Avon]

A semente que gera. És feminina és doce és bela! suave como a pétala de uma flor tão sublime és princesa e não importa sua ra...