sábado, 5 de novembro de 2016

Igreja, uma instituição organizacional.




A igreja infelizmente vem paulatinamente deixando de cumprir o seu digno papel que nasceu da imperativa ordenança de Jesus Cristo que é a de fazer discípulos, para se converter em uma doente e ineficaz colônia de incautos.

Com a alma amargurada eu vejo grandes líderes que manipuladores de multidões de pessoas e infelizmente conhecem apenas uma religião ambígua e heterodoxa, mas que vem distanciando-os do caminho da verdade e da salvação.

Que evangelho é este que tem se pregado?
Que ensino é este que tem se ministrado?

Trazem as piores e mais terríveis heresias e convertem púlpitos de suas igrejas em verdadeiros anátemas, e com isto promovem um proselitismo que muda a ideologia, mas não se muda de filosofia de vida, ou seja, muda-se o estereotipo, quando mudam, mas as atitudes continuam as mesmas ou ainda piores!

Não foi este por este evangelho que lutaram homens e mulheres ao ponto de perderem a própria vida, e nem foi por causa deste evangelho torpe que algozes inquisidores barbarizaram martirizaram nossos heróis da fé.

A teologia se fragmentou e deturpados mosaicos em que os clãs são formados e em cada clã um cacique cria o seu sistema atraindo cegos seguidores, uns, inescrupulosos que conhecem a verdade, mas a trocaram por momentânea comodidade, outros, gananciosos cuja ambição os fazem perderem a sensatez, outros são apenas preguiçosos e maleáveis que se deixam ludibriar por falácias de falastrões que adulteram a essência do cristianismo.

Um pluralismo religioso em que vários seguimentos evidenciam suas incertezas como se fosse um paradigma, mas que porém, só torna    mais gritante a ineficácia deturpando a essência do verdadeiro evangelho.

A teologia progressista, a teologia liberal que de mãos dadas e já não se sabe qual, a teologia da prosperidade em seu sincretismo horrendo que insufla a ambição triunfalista, o humanismo e o pragmatismo intrínseco a todas estas teologias.

Mas a verdade que fluiu da cruz através do sangue de Jesus Cristo e o seu testemunho como também o testemunho dos discípulos que ao longo de todos estes séculos foram se forjando sobrepujando as piores barbáries.

Desde que Constantino converteu o cristianismo em uma miscelânea de conchavos, a igreja sempre esteve propensa a tornar-se uma instituição organizacional antropocêntrica que excluiu a Deus muito embora faça do nome de Cristo o maior subterfúgio.

Mas sempre haverá homens e mulheres que serão eternos visionários que fazem parte, não de uma igreja institucional e ainda que da mesma façam parte, priorizam o corpo místico em que dão e darão a vida para que se cumpra a palavra de Deus, pois passarão o céu e a terra, mas as palavras dEle jamais passarão...




Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cães ladram, mas a carruagem passa.

Existe uma enorme influencia advinda de filosofias progressistas que deturpam de forma profunda o conceito familiar, eu sei que é impor...