terça-feira, 8 de novembro de 2016

O príncipe deste século.





Talvez eu esteja mistificando me tornando de certa forma um tanto sensacionalista, mas qual outra explicação encontraria para tanta veemência, tanta agressividade a uma idoneidade que parece que estagnou-se e agora retrai-se paulatinamente?

Lideres formadores de ideias cuja sabedoria influenciou e ainda influenciam milhares e milhares de pessoas que continuam compartilhando destas mesma ideias como se as mesmas fossem verdades absolutas.

Mas o que os leva a apostatarem da fé e portarem até mesmo como se fossem energúmenos?

Parece exagero, mas tenho deparado com ensinamentos assustadores por causa de absurdas heresias que tais ensinamentos preconizam.

Eu trago uma dissertação não tão ortodoxa para esta questão, porém mediante a tantas disparidades que temos presenciado acredito que o que eu expor aqui acabará ficando a contento...

Testifica-se que o príncipe deste século segou o entendimento, (II CO. 4: 4) este versículo torna-se um absurdo já que o mesmo enfatiza aqueles que não são crentes.

Mais absurdo ainda a minha dissertação quando fragmento textos bíblicos e com um pinça sutilmente retiro outro versículo bastante conhecido 
(I Cor. 8: 02).

Porém quando vejo homens que por muito saberem e por muito representarem começar a ceder espaço para a obstinação egocêntrica, não encontro outra alternativa que me seja mais lúcida para compreender tantas disparidades…

Principalmente quando existe um antagonismo profundo de doutrinas em detrimento a teologia testificada nas sagradas escrituras, mas no entanto o eufemismo sutilmente com a maestria de um gato vai retirando os valores que pautam destruindo as bases da teologia e o faz quando mescla fragmentos a princípios que outrora eram irrefutáveis, quase inexpugnáveis…


“O homem não pode jamais fazer da sua presunção o seu ponto de vista, do seu ponto de vista, uma indução, de sua indução a filosofia para os outros.”




Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça,
 mas tenha a vida eterna.
 -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Chorar faz bem ao coração.

Chorar não faz bem para a saúde quando o faz amiúde as lágrimas são tal como um açude e a alma então se inunde. Quando a vid...