quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Esquecem que somos todos iguais. [Ao ouvir Susan Boyle]




Vivemos em mundo mesquinho
onde os valores são tão subjetivistas
de mentes triunfalistas
em seres individualistas,

que se olham amiúde ao espelho
e só ouvem os seus próprios conselhos
ignoram os olhos vermelhos
que estão lá fora a chorar!

Há pessoas que deixaram de sonhar
passaram a dor enfrentar
perdeu-se o sentido amar
e agora vivem a vegetar!

E este mundo os condena
impõe-lhes a pena,
não nasceram em berço de ouro
mas trazem no coração o tesouro
o mais valioso ouro.

Mas o mundo não para e não pensa
cultivam apenas a sua própria crença
e aos outros impõe-lhes a sentença
como se os mesmos fossem uma doença.

Esquecem que somos todos iguais
diante dos olhos descrentes
que se julgam melhores que a gente.

Porque?!
Se o mesmo ar respiramos
se neste mundo vivemos,
se neste mundo morremos.

O rico e o pobre
o belo e o feio
o plebeu e o nobre
o incauto e o inteligente,

pois vejo todo tipo de gente
seguir em silêncio e sem lenço
depois que a morte chegar
e a todos então nivelar!





Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Na fornalha da esperança,

De forma redundante sempre afirmo que os diamantes são raros de valores tão caros, mas que de nada valem para quem não lhes sabe dar o ...