segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Era de aquários


Estava eu assentado
no canto calado
 um tanto perplexo
bastante intrigado
ouvindo a palestra
de um sujeito  alienado.

...E ele falava do sol
de outras  dimensões
como  falava difícil
o enigmático cidadão.

Mostrava vários dos planetas
também outras caláxias
sobre um alinhamento
entre astros e planetas
e depois que se alinhassem
tal como num encantamento
teria fim todo tormento.

Olhava um mapa astral
o zodíaco e as estrelas
sua pedra filosofal
era um pedaço de pau
tão cheia de grifos
dizia ser hieróglifos.

Era um pau petrificado
objeto meio queimado
que tão cheio de enigmas
mostrava o mundo abstrato,

e eu ouvia tão calado
olhando firmemente
o pedaço de pau diferente
perguntava a mim mesmo.

...Meu Deus!
Qual é o projeto desta gente?!

Dizia ser a era de aquários
que nossa era já era
mais que era que era?

A era que foi?...
A era de ir?!
Ou a era que há de vir?!...
Mas o quê que era aquilo?
Fiquei tão confuso!...

E o tal do Avatar!
Cujo nome é Maitreia
Ah! Meu Deus que idéia!

Dizia ser ele é o quinto Buda
o messias dos Judeus
Jesus Cristo dos cristãos
só faltava ele ser
se dizer nossa senhora,
só sei que eu não via a hora
de eu ir-me embora.

Falou de tantos discos voadores
voando pra tudo enquanto é  lado
falava todo eufórico
o sujeito meio lunático
um tanto assim meio volátil.

E eu ali assentado
ouvindo a tudo calado
aquela psicodélica palestra
sisudo eu franzia a testa
pois é tudo o que resta.

Ele falou disto tudo,
 mas não falou de Jesus
não falou do seu plano
elaborado na cruz!

Falou e falou

e não me disse nada!...


 Eu sou o caminho a verdade e a vida
ninguém vem ao Pai senão por mim.
João, 14: 06

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Só queria uma chance. [ Ao ouvir Roberto Carlos - Estou aqui! ]

No cartaz estava escrito. GRANDE CURA PARA O MAU. Dizia que o Senhor é a solução… ***********   Eu vim aqui Senhor!… ...