sábado, 23 de junho de 2018

Na fornalha da esperança,



De forma redundante sempre afirmo que os diamantes são raros de valores tão caros, mas que de nada valem para quem não lhes sabe dar o devido valor....

A espera torna-se o maior tesouro, e na fornalha da esperança se forja este precioso e de acordo com a temperatura mais valioso o mesmo se torna.

O tempo faz com que o valor abstrato sobrepuje o valor material e com isto a essência sobrepuja a consistência, ou vice-versa, depende daquilo ao qual se der maior valor!

Vejo no paradoxo a diferença entre a essência e a consistência, pois vejo o brilho no olhar de uma criança pobre, alegre ao receber sua primeira e simples boneca!

Isto depois de após muito ter sonhado com a mesma enquanto brincava com um monte trapos! ...

Ainda que tão simplória, não existia para ela, tesouro maior do que a tão rústica boneca...

O que difere de outra indolente e hiperativa criança que tendo tudo nas mãos, atira de sua faraônica mansão o mais novo e caro brinquedo por razões fúteis...

E assim caminha a humanidade, que deixou de ser criança para perder o brilho no olhar e avaliando de forma generalizada, vejo que deixou também de amar!





Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

sexta-feira, 22 de junho de 2018

Um voraz hábil guerreiro.



Eu tentei mudar o mundo, mas não consegui mudar nem mesmo a minha vida!
Eu tentei chamar a atenção para o mundo, eu tentei chamar a atenção do mundo, mas o mundo não prestou muita atenção em mim! ...

Sonhei um sonho alvissareiro, no sonho fiz-me mensageiro, um voraz hábil guerreiro, resiliente em seu terreiro que expandia o seu sonho, mas por Deus sonhei sozinho.

E o mundo não me viu, não me prestou a atenção, abatido eu me prostrei com um vazio enorme em meu coração.

Pois no mundo ao qual vivo, sei que sou parte do convívio e vivi em prol de conquistar o meu ouro então dourar! ...

Se o mundo não quis assim!

Resolvi então prosseguir, recriei-me em um novo mundo onde eu em um segundo fiz-me príncipe a sorrir.

E no mundo que encontrei, virei servo do meu Rei que peleja as minhas lutas e então na minha labuta, fui seu vaso precioso.

E num mundo que não para, eu parei para contemplá-lo.

 ... É apenas pobre mundo onde segue todo mundo se perdendo a cada dia se morrendo a cada segundo.

Há um mundo paralelo em que se esquece o flagelo que nos impetra este mundo.

E neste mundo tão alheio aonde Deus me interveio fui de encontro ao seu cerne para viver uma nova vida, vida então que jaz em mim...

E no mundo subjetivo, abstrato objetivo, trago sonho colorido onde douro o meu ouro me alegro com o tesouro de ser rico para Deus.

E cantei uma linda canção que aplacou com a solidão e com um novo coração respirei aliviado descobri que neste novo mundo eu sou muito mais amado.

Um amor tão diferente que me torna nova gente aonde eu vou consciente que eu não sou mais deste mundo.

E do mundo transladei-me para um mundo paralelo onde expurguei o meu flagelo e no céu fiz minha morada.

Cada dia que eu vivo a cada noite que se vai! ...

Me aproximo deste novo mundo, para muitos uma ilusão, tão volátil utopia, mas eu vejo-me em alegria na mais plena harmonia no meu mundo abstrato.
 





Revesti-vos de toda a armadura de Deus, 
para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo.

quinta-feira, 21 de junho de 2018

Deuses abstratos ou concretos.



Existe uma linha muito tênue entre a espiritualidade, a religiosidade, a obstinação, a volatilidade e a verdade...

Obstinadamente fazemos da nossa razão a nossa verdade, muitas vezes ignorando esta verdade por causa de nossas razões quando as mesmas não coadunam com a verdade.

Eu sei que estou absolutamente certo, mas posso estar equivocado, por isto perscruto exaustivamente o paradigma a fim de polarizar a minha idoneidade...

Ainda que haja o paradigma ilibado temos por essência a capacidade de adulterá-lo a fim de moldá-lo de acordo com o que se ajusta aos nossos propósitos.

Na verdade, enquanto tivermos o livre arbítrio sempre haverá várias filosofias, várias ideologias e todas absolutamente convictas de suas promulgações, e isto é tão importante quanto necessário que seja desta forma.

Para que seja autenticada a nossa individualidade e com ela a nossa prerrogativa de sermos a imagem e semelhança de Deus.

Volto a repetir que não passamos de pinturas rupestres dentro de uma caverna ao que tange a deslumbrante realidade lá fora...

E neste mosaico de conhecimentos cada qual forja o seu deus, vejo deuses abstratos ou concretos, por certo.

Enquanto houver vida dentro de nós mesmos, seremos, céticos, ascéticos, enigmáticos, dogmáticos, alienados, e até mesmos verdadeiros!

Vivendo e convivendo dentro da superlativa vontade de Deus, seja ela permissiva, ou imperativa! ...





E, estando Paulo no meio do Areópago, 
disse: Homens atenienses, em tudo vos vejo um tanto supersticiosos.

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Esta síndrome da ganância



Vejo crentes tão equivocados
vivem tão alienados
com seus sonhos conturbados
onde eu envergonhado
não consigo mais ficar calado...

Hoje prega-se uma nova doutrina
que deturpa e alucina
verbalmente ela assassina
o conceito de um cristão.

Tira-nos os pés do chão
e nos enche de ambição
nos extorque à revelia,
mas não fala de perdão.

Não nos leva ao compromisso
nos tornando tão omisso
mas eu digo nem por isto
vou calar a minha voz.

Esta síndrome da ganância
e não há quem a condene
pois se fazem tão solenes
entristecendo tanto a Deus.

A teologia da prosperidade
dirimiu a idoneidade
pois esconde a verdade
ao prometer rios de ouro
e nos compra com tesouro
mas nos rouba a salvação.

Ela nos diz para ajuntar
todo ouro aqui na terra
em que a vida se encerra

esquecendo que a traça
convertida na desgraça
vem minar e corroer
nossa fé e sem querer
preterimos ao temor
já não temos tanto amor
para com Jesus nosso Senhor!

Vejo rios de dinheiro
ofertados no altar
mas as mãos cheias de pecados
que estão à barganhar
não se lembra que há o próximo
pois seu próximo é ele mesmo
vive olhando no espelho
e não chega da janela
para olhar para quem sofre.


E o tesouro que se herda
desta teologia da prosperidade
que é uma  falsa identidade...

Como ópio para o cristão
que se esquece do irmão
que se esqueça que o amor
fluiu em dor na cruz
quando nosso Deus Cristo Jesus
para emanar a sua luz
todo sangue derramou...

Não se fala em arrependimento
E promete maravilhas
pois só fala de dinheiro
o de como tornar-se rico.

Prosperidade sei que é bom
mas não aludida à ganância
onde o teor desta herança
é querer sempre ter mais
é tornar-se sempre menos...

Não andemos ansiosos
com o de comer ou de vestir,

mas ignoramos nossas aves
que voam livre lá no céu
abrilhantam o seu véu
elas não plantam e nem colhem
nosso Deus sei as acolhe,

esquecemos que os lírios
não se fartam no delírio
já que Deus de tudo cuida.

O evangelho não é isto
triunfalismo sem o compromisso
onde crentes tão omissos
vão fugindo ao compromisso
de uma vida com temor
converter-se por amor
numa essência com o teor
de Jesus nosso Senhor

e vão servindo a Mamom
e querendo sempre mais
até descer a sepultura
e seguir para o inferno.



 Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e 
a ferrugem tudo consomem,
 e onde os ladrões minam e roubam;
Mas ajuntai tesouros no céu, 
onde nem a traça nem a ferrugem consomem, 
e onde os ladrões não minam nem

terça-feira, 19 de junho de 2018

O sal das lágrimas que salga os lábios.


Dizem que as lágrimas lubrificam os olhos...
Tecnicamente isto é tão sem sal e sem sentido
não traduz o sal das lágrimas que salga os lábios
e tempera as emoções do coração

e desopila a alma
trazendo o sentimento de resignação
tornando menos sombria a solidão
e depois faz adormecer...

Eu vi uma criança a chorar
quis carregá-la em meu colo
e dizer vai passar!
Querida! ...
Não chore, pois vai passar! ...

Vi uma linda mulher sofrendo
por causa de alguém
que não soube dar-lhe o devido valor,
e por mais bela que fosse
viu-se triste impotente
meu Deus como ela é linda
mas sentia-se como uma indigente.

...E o marido que partiu
partindo o coração de uma família
vi uma mãe despedaçada
e um lindo castelo  ruir
e por causa de um só
toda uma família deixar de sorrir!...

Mas o sorriso há de voltar
toda dor há de esvair
é só ter fé e confiar
aquele que agora chora
haverá de sorrir.

Pois toda lágrima é sublime
mesmo quando em um adeus
quando em silencio vai para sempre
levando um pedaço da gente
e a gente
infelizmente
se sente tão carente
ao ver parte da gente
em silêncio partir...

Até o próprio Deus já chorou
ao ver seu único filho morrer
e depois numa lágrima renascer
ressuscitou agora vive em mim
e quer viver em você
e te fazer feliz!

Ele também já chorou
também conhece este sabor
salgado teor de uma lágrima
Jesus Cristo  também já chorou,
e chorou foi por amor! ...





O choro pode durar toda uma noite, 
mas a alegria vem pela manhã.
Salmos, 30: 05

Na fornalha da esperança,

De forma redundante sempre afirmo que os diamantes são raros de valores tão caros, mas que de nada valem para quem não lhes sabe dar o ...