terça-feira, 24 de setembro de 2013

Por falar de amor! Quem ama de verdade...
















Quem ama de verdade,
abre mão dos seus sentimentos
valorizando o que sente
e ainda que não haja reciprocidade
não se envenena com o rancor e vaidade
nem faz do seu egocentrismo
sua bandeira seu hino.

Quem ama de verdade,
ainda que sinta uma lágrima escorrer
que pareça morrer ao ver morrer
a esperança de conviver
ver fazer parte do seu ser
a companhia de outro ser

ficará resignado ao ver feliz
a quem tanto sonhou em fazer feliz
e ainda que a dor lhe arde
como nas palavras de camões.

Quem ama de verdade
abre mão do seu orgulho
só não abre mão do próprio orgulho
se auto subjugando
simplesmente pelo fato
de amar e não ser amado.

Quem ama de verdade,
encontrará sobre tudo
a sua real identidade
tão sublime personalidade!...

Pois...

Amor é fogo que arde sem se ver,
é ferida que dói, e não se sente;
é um contentamento descontente,
é dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;
é um andar solitário entre a gente;
é nunca contentar-se de contente;
é um cuidar que ganha em se perder.

É querer estar preso por vontade;
é servir a quem vence, o vencedor;
é ter com quem nos mata, lealdade.

Mas como causar pode seu favor
nos corações humanos amizade,
se tão contrário a si é o mesmo Amor?





Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cães ladram, mas a carruagem passa.

Existe uma enorme influencia advinda de filosofias progressistas que deturpam de forma profunda o conceito familiar, eu sei que é impor...