quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

A arte de escrever

A arte de escrever é muito mais sublime do que um simples dom, é a capacidade de elucidar o passado reverberar o presente e preconizar o futuro, e o homem é tudo aquilo que ele lê e se pode entender naquilo que ele escreve, naquilo que flui de sua voz e a sociedade é a ressonância de tudo aquilo ele assimilou...

E a essência sua dignidade estampa-se na sua assinatura, ou no seu caráter denunciando a sua índole...

A dignidade vai muito além de uma simples filosofia impetrada na sociedade, ela tem que ser intrínseca no âmago do ser humano e emanar ininterruptamente fazendo com que a sua índole seja um espelho a se mirar.

Quando declarei que a essência de uma dignidade está na assinatura do homem, deve-se ao fato de que uma assinatura torna emblemático o seu testemunho.

E um testemunho abjeto se expressa na assinatura daquele que a conhece e isto independe de status, de nível social, religioso, ou mesmo cultural…

Existem simplórias digitais que imprimidas em um papel sobrepujam a assinaturas dos mais ilustres eruditos.

Também existem homens que muitos levantam a cabeça para contemplá-los em sua efêmera empáfia, mas na verdade eles não passam de escórias que vivem apenas das aparências.

A verdadeira sabedoria não se manifesta pela imposição unilateral, mas na capacidade de se fazer entender, outorgando sempre o bom senso tendo como princípio básico a honra e o bom dialogo.

"Se alguém cuida de saber alguma coisa, ainda não sabe como convém saber."
(II Coríntios 8: 02)




Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito,
 para que todo aquele que nele crê não pereça,
 mas tenha a vida eterna.
 -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Chorar faz bem ao coração.

Chorar não faz bem para a saúde quando o faz amiúde as lágrimas são tal como um açude e a alma então se inunde. Quando a vid...