Pular para o conteúdo principal

AVE MARIA

 Lembro-me da redundância
de uma oração repetitiva
que parecia mais um mantra
cujo em um cântico
minha mãe as vezes aos prantos
proferia o que a feria
entre frases repetidas
tão vazia sem amor
ela rezava e rezava
mas não falava de sua dor .

E no cântico de menino
que após ouvir o sino
que tocava na igreja
eu trazia a certeza
da inocência de minha infância
de ver minha mãe sempre a rezar
com muitas lágrimas no olhar.

Eu olhava pra imagens
enxergava as miragens
de um sonho tão volátil
em meu mundo já hostil.
de moleque de favela
pés descalços sobre a lama.

Mas o tempo foi passando
e com o tempo fui crescendo
e com este tempo me perdendo
neste mundo tão hostil
enquanto perdia a inocência
já não era tão menino
eu já não ouvia mais os sino
era outro o meu hino
como outra era a minha imagem
em tão lúgubre mensagem...

E a imagem em silêncio
viu minha dor e eu sem lenço
via o enterro da minha mãe
que morreu sem ver a luz
ela morreu sem ter Jesus!

Sua ausência qual doença
aumentou minha carência
que me veio com inclemência
e para minha incoerência
a mim mesmo fiz violência.

Fui pras drogas fui pro álcool
me perdi no meu futuro
e fiquei sem o passado
que viveu sei rotulado
como escoria um desterrado.

A sarjeta foi meu canto
e num canto sem o encanto
sem eu ter nada de santo
em silencio o meu pranto
de absinto foi meu cântico,

meu tormento era tanto
e por tanto no entanto
com a dor que sempre aflora
como eu clamei sozinho!

Me doía o espinho
e rezava todo dia
no vazio sem alegria
e no silêncio da imagem
eu não tive a coragem
de mudar o meu conceito
engendrei-me no defeito
e o vazio do meu peito
se encharcou de utopia
não ouvia a ave Maria
das seis horas que dizia
numa voz tão melancólica
que minha mãe antes ouvia
a oração que lhe dizia
da lembrança que me ardia...

De uma mãe doente e pobre
que toda tarde me morria
enquanto estando à beira rádio
sempre ouvindo ave Maria!...

A cada vez que embriagava
no vazio eu olhava
e com lágrimas o regava
ninguém via eu chorava
como louco eu clamava
mas ninguém me escutava.




Foi um vento que passou
e minha vida avassalou
fui alguém que sei errou
que ao vício se entregou
e sem ter a solução
se feriu no coração
e seu grito foi em vão.

Mas na hora da minha morte
vi alguém mudar minha sorte
seu amor me foi tão forte
hoje ele é o meu norte
e ainda que sei fraco
Jesus Cristo me faz forte
ele vive
e vive em mim





Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça,
 mas tenha a vida eterna.
 -João, 3:16-

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ansiedade.

Ansiedade é antecipar fatos que ainda não aconteceram, é a premonição hipoteca de algo virtual que habita apenas no campo da imaginação, e por esta causa faz com que o sofrimento seja por antecipação.
Ela deixa de ser benéfica quando a desesperadamente esperamos algo de bom, já que acaba gerando a angustia que culmina no mais terrível conflito de alma.
Pior ainda é quando o tormento de algo que nem aconteceu nos assombra nos deixando sofrer de forma tão precoce como se tudo estive se passando em tempo real, quando poderíamos nos antecipar a tão supostos sofrimentos pedindo a Deus força para lutar contra os mesmos, ou resignação para suporta-los caso os mesmo venham se evidenciar.
Por isto a ansiedade nunca foi benéfica para ninguém e quantas vezes os efeitos psicossomáticos redundam em terríveis malefícios sejam orgânicos ou não.
Porque é tão difícil assim confiar em Deus, porque que na angustia nós bloqueamos  o sentimento de lucidez ignorando que Deus tem o final da nossa historia em su…

Mulher tu és especial!

És tão sublime e trazes essência que te torna especial!
A mais bela entre as flores que exala o perfume do amor e o amor para a vida.
A razão para viver Mulher! Que faz bater forte um coração que suspira enquanto sonha e sonha enquanto pulsa e no eu pulsar solidão expulsa.
És de Deus a criação mais bela sim! Mulher tu és especial! Um sonho tão bom! Que faz bem ao coração pois Deus depois que tudo fez!... Quis fazer ainda melhor!
...E foi assim que você nasceu!

Trazendo suave fragrância da mais sublime essência, és tu ó mulher! De Deus a excelência
De deslumbrante beleza sensível como uma flor tão doce como mel na terra uma parte do céu!...

Sonhe! Obstinadamente sonhe ...

Lembranças alegres são como lindas flores que murcharam em nossos jardins enquanto as lembranças tristes são como pás que desenterram sepulturas fétidas que chafurdam no recôndito de nossas almas.
A vida é como um rio que segue lentamente o seu curso e o que passou jamais voltará e o tempo que já vivemos serão apenas lembranças tristes ou alegres, e ainda que sejam alegres vem com a nostálgica influencia das tristezas por não podermos mais vivenciar algo que ficou no passado.
Viver é a coisa mais sublime que existe, e ainda que estejamos tristes, devemos colocar o prazer supremo de viver acima de nossas momentâneas tribulações, pois a vida passa e só restaram lembranças que nunca é bom relembrá-las...
Viva intensamente para que não haja tempo de voltar ao passado ainda que este passado um dia tenha lhe propiciado algo de bom.
Sonhe! Obstinadamente sonhe como um futuro que te traga felicidade, mesmo que pareça ser apenas uma utopia, sonhe com a alegria, ainda que pareça viver no mundo da f…