quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Como pétalas ao vento.

 No jardim de Deus
descansaram em paz almas calmas
cujo nome não conhecemos
mas seu sangue sei percebemos
são flores que perfumam o céu...

Sei campos de Elíseos não foi
nem no limbo crianças brincaram
mas o estigma de corpos em sangue
por onde estes corpos deitaram
o amor e a fé eles ceifaram
como sementes no solo morreram,
mas outras sementes geraram.

Somos flores que perfumam aqui
do pólen que um dia flutuou
com amor o evangelho anunciou
com a dor chaga em sangue doou
aquilo que de graça ganhou.

São flores que aqui Deus colheu
cujas mãos santas guardaram
para si lá no céu replantou
e o perfume de Deus exalou
quando o sangue de mártires jorrou...

Por amor ao seu Deus se entregaram
com temor salvação proclamaram
e o nome de Jesus glorificaram
no amor pelo Rei sei partiram
e os pilares da igreja fundaram.

Como pétalas vento voaram
seu amor para Deus ofertaram
no reino do céus elas entraram
sua fé estes santos guardaram...

Que sejamos um
em um só ideal
para se forjar um só estilo de vida
ainda que sejamos diferentes...

Que a nossa essência seja única
para que nossa consistência seja forte
e fortalecidos nos tornemos imbatíveis
pela graça que nos foi dada.
e Jesus Cristo,
em sua infinita misericórdia
possa nos consolidar
como sua fiel noiva
para que todos possam ver
a nossa luz brilhar
na simplicidade de viver...

Viver para Deus
com Deus
em Deus.




Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito,
 para que todo aquele que nele crê não pereça,
 mas tenha a vida eterna.
 -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se um artista cantor ou escritor, julgar-se o dono da razão.

Nós podemos influenciar a mídia sem com tudo sermos influenciados podemos tomar decisões próprias sem com tudo sermos manipula...