sábado, 21 de fevereiro de 2015

Nossa Gente.






















Já não sinto tanto orgulho
ao ouvir o hino nacional
meu Deus,
isto tudo é tão surreal!

Pois o que um dia foi honroso
se perdeu em seu ideal
e hoje nos fazem tanto mal.

Já não levanto mais a cabeça
e não mais estufo o peito
e um tanto assim sem jeito
digo que eu sou brasileiro.

Vejo a ganância de lacaios
que parecem tão incólumes
e na sua improbidade
obscena imoralidade
suprimiram a dignidade
e se escondem da verdade
e a nação perdeu a sua identidade.

Como dói saber dos fatos,
hediondos peculatos
que defraudam a nação
avassalam com toda uma geração
e eu não vejo a solução
já que em meio a tudo isto
ainda pagamos por tão má administração.

...E não há quem mude isto.

Vejo nobres engravatados
enganam ao proletariado
que depende do seu salario
e tal qual conto do vigário
ludibriam nossa gente
que tão leiga não entende
que amiúde são roubados.

Dão migalhas para os pobres
diamante para os nobres
mas morremos sem saúde
ou reféns da violência
nos extorquem sem clemência
dirimiram a nossa jurisprudência.

Ó meu Deus tem de clemência!









Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça,
 mas tenha a vida eterna.
 -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O amor é a base para ser o que o somos. [Ao ouvir REM- Everybody Hurts]

                            A vida me ensinou que não adianta desejar algo que nunca será nosso. ...