quinta-feira, 21 de maio de 2015

Apenas fruto.
















Inebriei-me no cálice da presunção
bêbado me vi imaculado cidadão
o protótipo da perfeição
Meu Deus! ...
Como eu enganei-me com o meu coração!

Com nauseias olhei para o céu
trazendo na boca o mais amargo gosto de fel
pois foi descortinado o meu véu
descobri que também sou um simples humano
como tal estou sujeito ao engano
era cego egocêntrico jactancioso insano
que depois de reconhecer o seu pecado
com vergonha sentiu-se desolado
o orgulho no chão derramado.

Mas por Deus sei que fui perdoado
alegrei-me por Jesus Cristo ter me libertado
e atirei este ópio pro lado
do meu ego me fui destronado
o meu orgulho agora é coisa do passado.

...E eu que julgava a todos e a tudo
perante ao bom Deus fico mudo
hoje eu já não mais me iludo,
sou apenas fruto,
da misericórdia de Deus!




Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Serás sempre mulher! [Uma resposta a Avon]

A semente que gera. És feminina és doce és bela! suave como a pétala de uma flor tão sublime és princesa e não importa sua ra...