segunda-feira, 11 de julho de 2016

Não é pecado ser rico, pecado sim! É sê-lo, mas não merecê-lo ser.











Corpo, alma & espírito.

Senhor.
Se me deres um sapato novo,
eu serei: Corpo espírito alma,
...e um sapato novo.

Se me deres uma roupa nova,
eu serei: corpo espírito alma,
...sapato e roupa nova.

Se me deres carro e casa,
eu serei: Corpo espírito alma,
...sapato roupa carro e casa nova.

Se me deres o mundo,
eu serei: Corpo espírito alma,
...sapato roupa carro casa
...e o mundo aos meus pés!

...Mas se tiras-me a vida,
eu serei: espírito alma sem corpo,
sem sapato roupa carro casa e mundo
e talvez até mesmo sem calma.

Eu te entrego a minha vida
peço em troca a sua
para eu então poder viver,
e se me deres apenas,
o pão a água, pés no chão
e o teu caminho para caminhar!

Terei amor e tua paz!
o  homem tudo quer dominar
o  mundo conquistar
e se esquece que é apenas
...corpo, alma e espírito.


A prosperidade cabe dentro do evangelho ainda que o evangelho esteja infinitamente acima de toda e qualquer forma prosperidade.

É mais que licito que se usufrua de uma vida com maior conforto, desde que este conforto não se restrinja apenas a um exíguo numero de pessoas, desde que se evidencie uma filosofia altruísta desagregada do orgulho, ganancia e ambição.

Estender a mão a Deus e ao próximo nos torna muito mais ricos do que tudo aquilo que nós obtermos, e paradoxalmente ainda que se tenha tão pouco!

Torna-se tão rico ou mais rico do que aquele que muito o tem aquele cuja alma vive obcecada por princípios materialistas compulsivos.

É mais bem aventurada a alma que oferta do que aquela que recebe, (At. 20: 35) e o segredo está justamente no desapego das coisas materiais em detrimento do progresso de uma vida intima com Deus.

E quando nós ofertamos de forma organizada e sensata nossos valores subjetivos vão além de tudo que esta vida nos pode dar em termos materiais.

A lei da semeadura infelizmente por causa da vil natureza humana e de mercenários profissionais da fé converteu-se em um motivador para insuflar a obsessão e com isto o principio ético e moral perdeu-se em muito em sua essência.

Verdadeiramente a gente colhe o que se planta, mas quantos não estão plantando degenerados propósitos e quando investem seu ônus o fazem motivados pelo simples fato de ter, esquecendo-se de vivenciarem o que são, e nesta incongruência acabam coadunando seus interesses com o próprio diabo e seus anjos o que faz com Deus se afaste.

E este mesmo Deus muitas vezes permite, pois não estrangula sentimentos já que o homem é livre para escolher os seus próprios princípios, mas nunca devemos nos esquecer de que existem caminhos que aos olhos do homem parecem perfeitos, mas o seu final dão em caminho de morte. (Prov. 14: 12)

Por isto não adianta priorizar as coisas materiais podemos até usufruir-se das mesmas, desde que estejam pautadas dentro do principio cristão.

Não é pecado ser rico, pecado sim! É sê-lo, mas não merecê-lo ser.




Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Só queria uma chance. [ Ao ouvir Roberto Carlos - Estou aqui! ]

No cartaz estava escrito. GRANDE CURA PARA O MAU. Dizia que o Senhor é a solução… ***********   Eu vim aqui Senhor!… ...