quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Geração micro-ondas.




Sinceramente, eu não sei o que é mais difícil de suportar!
Se uma grande e terrível, mas momentânea tribulação, ou tribulação mais amena, porém longa e intermitente?

Às vezes nos vem certos acontecimentos que são como se um verdadeiro tsunâmi  invadisse nossas vidas e devastados olhamos perplexos quase incrédulos com tudo que está acontecendo sentindo-se completamente perdido  e atônito mediante aos acontecimentos.

Sei que não alivia muito o que afirmo neste momento, mas não existe ferramenta mais disciplinadora do que as provações, elas nos mostram verdadeiramente quem somos e o quanto estamos dispostos a melhorar.

E o caráter de uma pessoa se revela nos momentos mais difíceis, tanto o seu caráter como também o seu temperamento, e por incrível que pareça se a pessoa tem uma boa índole ainda que esta tenha uma temperamento mais hostil, torna-se mais fácil, tanto no sentindo de aprimorar ainda mais o seu caráter, como também proporciona-lhe a capacidade de ter maior domínio sobre este temperamento, por mais colérico, sanguíneo que este o seja, muito todo tipo de temperamento tenha seus pros e seus contras...

Na contra mãos dos fatos, quando não se tem boa índole, a tendência é de que se revele e se polarize as suas mazelas, e ainda que esta pessoa tenha um temperamento supostamente mais ameno como o fleumático ou melancólico, evidenciará toda nocividade embutida seja qual for o tipo de temperamento que esta pessoa o tenha.

Porém quando passamos por uma longa intermitente tribulação esta com certeza se torna mais educadora mais disciplinadora, geralmente quando a pessoa tem um caráter duvidável ela não suporta muito tempo o que comumente chamamos de deserto, e nada mais emblemático do que os Hebreus que por causa de suas más índoles não tiveram o mesmo brilhantismos que houve naquele que para lá os levou cuja índole suportou todas as agruras.

Foi lançado em uma cova pelos próprios irmãos depois vendidos como escravo, mas foi justamente a índole de José que proporcionou todo um processo em que Deus o aprimorou para tornar-se uma das pessoas mais influente do Egito.

Porém o povo que carregava seus restos mortais não teve a mesma fé, a mesma integridade que ele teve e em uma insurreição deixaram se contaminar pela má índole de alguns líderes o que fez com que os mesmos vagassem por quarenta anos no deserto.

Vivemos hoje uma época em que o imediatismo hedonista, o triunfalismo entre tantas disparidades vem deturpando a índole formando uma consciência réproba egocêntrica...

 O que podemos chamar de geração micro-ondas, a geração Y cujo pragmatismo desrespeita as normas, e só Deus tendo misericórdia de nossos filhos...

Mas vem aventurado aqueles que permitem que as provações, sejam elas rápidas, mas intensas, ou sejam elas mais amenas porém longas intermitentes...

Mas bem aventurados aqueles que permitem que Deus os aprimore, e que possam por fim administrar a sua experiência com a mesma consciência adquirida pelo apostolo Paulo testificado na sua segunda carta escrita aos Coríntios capitulo dose do versículo sete ao versículo dez.






Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça,
 mas tenha a vida eterna.
 -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O terror do socialismo.

SOCIALISMO O mais desumano regime que se esconde por de traz de uma pseudo igualdade. Quando na verdade, traz intrínse...