Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2011

Um ideal nobre

Um sonho somente termina  quando deixa de ser uma realidade dentro de nós,  e ainda que ele seja embargado,  viverá em nossos corações alimentando as nossas esperanças.
*** Não falo apenas de uma aceitação mental, é mais do necessário que um visionário traga intrínseco ao seu coração a essência que arregimenta os seus ideais.
Um ideal só é nobre quando a filosofia de vida que se promulga visa reverberar o convívio de forma harmoniosa e edificante.
O egocentrismo por si mesmo é uma arma letal para que se deturpe todo um ideal fazendo com que o mesmo torne-se obstinado e sem um propósito ilibado.
Todo aquele que almeja sobrepujar a excelência, a cima de tudo tem que compreender que se não nutrir de uma ideologia altruísta, ele jamais conseguirá atingir um paradigma cônscio.
Os sonhos são como sementes que plantamos sabendo que é necessário vê-los morrer paulatinamente sob o solo de nossos propósitos para que os mesmo possam dar lugar a esperança e a consciência de que fizemos tudo dentro de noss…

TRIBUTO A JOHN HUS

O verdadeiro herói não é aquele que vence a batalha,

mas sim aquele que vence na batalha ainda que a 

perca!... 





Porque Deus amou ao mundo de tal maneira
que deu seu único filho para que todo aquele que nele crê
não pereça, mas tenha a vida eterna.
João, 3: 16 



Ele também já chorou

Dizem que as lágrimas lubrificam os olhos... Tecnicamente isto é tão sem sal e sem sentido não traduz o sal que salga os lábios e tempera as emoções do coração
e desopila a alma trazendo o sentimento de resignação tornando menos sombria a solidão e depois faz adormecer...
Eu vi uma criança a chorar quis carregá-la em meu colo e dizer vai passar! Querida!  Não chore, pois vai passar!...
Vi uma linda mulher sofrendo por causa de alguém  que não soube dar-lhe o devido valor, e por mais bela que fosse viu-se triste impotente meu Deus como ela é linda mas sentia-se como uma indigente.
...E o marido que partiu

The secret - o segredo

"O antagonismo do livro o segredo"
Não há como promulgar um paradigma profícuo que não seja utópico, volátil, se o estabelecermos a revelia da vontade soberana de Deus.
Princípios filosóficos baseados no humanismo alienam convertendo-se em algo perecível volátil já que pauta pela auto-suficiência.
 Consciente ou mesmo inconsciente, toda filosofia que busca um ilibado conceito advêm de princípios fundamentados por este maravilhoso ser supremo que é Deus e ele governa de forma imperativa sobre toda existência, seja ela abstrata ou concreta.
... Avaliando a questão de forma subjetiva nossa efêmera e tão comum falibilidade humana torna inconsistente nossos ideais já que se manifesta de acordo com nossas limitações...
Como disse certa vez Shakespeare:
“A mais mistério entre o céu e a terra do que a nossa vã filosofia”
Em hipótese alguma estou negligenciando a capacidade humana dirimindo desta forma os seus valores, grandes coisas o homem tem feito em favor desta humanidade.
Porém, o prop…