segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

A FELICIDADE

       A felicidade mora ao lado
onde a dor se esvaiu
onde os mortos ressurgiram
onde o grito sai bem alto
e um brilho vai tão forte
jaz no olhar que já foi morto
foi abandono uma má sorte.


...Uma mãe sorri alegre
enxergar cego consegue
um aleijado se que sai
vai cantando se sente em paz.

Uma paz que é tão sincera
nunca foi como aquela
que se encontra em uma droga
desta droga que já foi
quando festa se fazia
dançava-se e bebia
em orgia se vivia
como um morto a vegetar
a lembrança faz chorar.

O amor é verdadeiro
tão amigo e companheiro
ele não é interesseiro
ou promiscuo imoral
ele é transcendental
tão sublime tão legal
e só tem um ideal
que aplacar todo o mal.

Ele é a felicidade
a bater em sua porta
tão amável não se importa
se sua vida anda tão torta
e se  torna a sua porta,
mas você nunca se importa
se importando só consigo.

Ela quer saciar sua sede
matar também a sua fome
toda a angustia consome
para te dar nova esperança
apagar da tua lembrança
os momentos de aflição
quer te dar um novo coração
ela é a única solução.

Ela é uma vitoria
para mudar a sua historia
vai te dar uma nova glória
para você glorificar
e bem alto então cantar
ou em prantos tão feliz
como eu sei que sempre quis
pois arrancou todo o mal
alojado até a raiz.

Ela estende o seu braço
para você dar sua mão
te fazendo soerguer
ficar de pé sobre este chão
ver você seguir em frente
bem disposto tão contente.

Ela vive ao seu lado
você vive desligado
no seu orgulho mergulhado
sempre tens ignorado
o que de fato te faria
profundo poço de alegria
ela não é uma utopia
mera tola fantasia
nem encanto ou magia
algum gênero de psiquiatria.

Apesar de invisível
ela é forte irreversível
e converte todo mau
no prazer de viver bem
como a ela ninguém tem
para poder te entregar
fazer-te iluminar
chafurdar-se numa paz
que advêm de grande luz
esta luz chama Jesus.

Ele é sua felicidade
mas você por vaidade
ignora tal verdade
vai vivendo de mentiras
neste mundo de maldade.





Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito,
 para que todo aquele que nele crê não pereça,
 mas tenha a vida eterna.
 -João, 3:16-

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Almas desnudadas


Esta noite eu tive um sonho,
sonhei que via Jesus Cristo.

Era um sonho tão diferente
que levou todos os meus conflitos.

Ele era tão normal
comumente tão igual
pois bebia e comia
em alegria ele sorria
com os bêbados ele falava
a escoria ele abraçava

seu afeto não cobrava
era assim tão diferente
sempre tão indiferente
era um exemplo de ser gente

não conhecia o preconceito
a não ser do próprio orgulho
da soberba e da ganância
sua grande intolerância.

Ele viu na prostituta
entre todas a mais puta
um enorme coração
e  não a despudorou
com carinho ele a amou
o seu julgo foi o amor.

Aqui na zona boemia
capital de Minas gerais
tantos bêbados e drogados
tantos seres mal amados
pela sociedade execrados

almas desnudadas
mulheres impuras seviciadas
que transitam ser ter luz

nesta rua semi nua
conhecida como guaicurus
lugar fétido da cidade
lá estava o Deus Jesus

misturado entre tantos
enxugando tantos prantos
visitando os seu santos
derramado o seu encanto

e no entanto

sempre foi tão criticado
tantos padres e pastores
que jogam pedra na Geni
não querem ver a sorrir...

Pois aquela prostituta
entre todas a mais puta
aos pés de Cristo se prostrou
seu perfume derramou
e em lágrimas ela chorou
e seus pés então enxugou...

Mas me veio um cidadão
religioso por imposição
questionando a Jesus Cristo
com seu hálito de absinto.

- Como pode esta mulher!
Demonstrar a sua fé
sendo assim tão pecadora
derramar perfume tão caro
esta essência era para o meu faro...

Mas mulher agradecida
com a vida restituída
teve de volta auto estima
sua alma era seu lume
não precisava mais do seu perfume
pra tentar se igualar
fétido cheiro então cheirar
como aos que viviam a execrá-la
seu perfume era pra Deus!...

Só que num gesto assustador
coração avassalador
lá se foi o dono do amor
se adentrado para o templo
açoitando os mercadores
gananciosos vendedores
que negociavam a fé
e vendia suas bênçãos
entre preços abusivos
e promessas escabrosas.

Injustamente o condenaram
entre os lobos o lançaram
e ele olhava com amor
se feria em sua dor
mas calou a sua voz

para que agora eu que bêbado
que fui caído na sarjeta
desta cidade de Belo Horizonte,
pois da rua guaicurus
olhei pro alto do monte
e eu enxerguei Jesus!...





Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito,
 para que todo aquele que nele crê não pereça,
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Um ínfimo deus

Quantos de nós, ao julgarmos por demais importantes subjugamos aqueles que acreditamos serem inferiores, esquecendo que há uma vida pulsando dentro daquela pessoa?!

E por muitas vezes esta vida que pulsa traz em si sonhos que foram preteridos pelas circunstancias aonde vencidos pela dor do descaso e pelo cansaço acaba exaurida e frustrada.

Bem aventurado aquele que acredita no próximo que procura reconhecer o seu valor ainda que tais valores não lhe tragam atributos.

Na verdade somente os limpos de coração ao ver alguém exaurido exaurem-se de si mesmo e paradoxalmente se enchendo de um valor que vai muito além do seu próprio ego.

Deus o grande arquiteto da vida, coloca tais pessoas diante de nossos olhos para avaliar se realmente somos merecedores do dom que ele nos outorgou...

Infeliz daquele que sobrepuja o reino de Deus ao reinar efemeramente em seu reino egoísta egocêntrico, pois ainda que muitos súditos o proclamem enaltecendo a sua coroa será apenas alguém que contou uma historia fútil e passageira, isto indiferente de crença cor ou posição social!...

Sempre existirá um desafio de Deus perante aos nossos olhos e se formos verdadeiramente nobres, daremos asas para que os sonhos de Deus se realizem.

Ou fazemos de nosso ego um ínfimo deus, mesquinho e presunçoso...







Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça,
 mas tenha a vida eterna.
 -João, 3:16-

domingo, 12 de fevereiro de 2012

A sã doutrina

A doutrina e a lei jamais podem deturpar a verdade e a justiça.
...E se elas  não favorecem a dignidade humana
devem ser combatidas até a morte para a preservação da idoneidade do caráter.

***

                                                              
  Doutrina segundo testifica-se no dicionário Aurélio Buarque de Holanda Ferreira é o conjunto de principio que serve de base a um sistema religioso, filosófico, cientifico...

  Um doutrinador deve ser subserviente a este conjunto de princípios e doa a quem doer incomode a quem incomodar, ele deve ser fiel ao que se predispõe não ultrapassando dogmas ou mesmo anulando-os, mas simplesmente referendando-os, se a doutrina e sectária, infelizmente ela produzirá déspotas, reacionários.

  A boa doutrina infere em uma doutrina ilibada afrontando todo tipo de deturpação tornando-se luz em meio a coletividade e todo aquele que estabelece uma consciência arraigada em uma doutrina idônea torna-se uma pessoa cônscia, proba, obrigando desta forma aos que não se ajustam a reverem os seus conceitos caso haja nestas pessoas dignidade integridade para fazerem uma introspecção e subjetivamente buscarem uma reformulação uma restauração pessoal.

  A religião na sua ambigüidade infelizmente tem conturbado a sã doutrina apesar de que homens sensatos investem seus corações salvaguardando a integridade a idoneidade teológica.

          Estes mesmos homens quase explodem os seus pulmões para manterem acesas as brasas da reminiscência, mas sua luta não é vã já que ao ouvir o clamor destes incansáveis soldados Deus tem levantado um exercito íntegro para que façam uma reviravolta na doutrina da igreja cristã resgatando valores há muito preterido por esta cultura modernista aos extremos, esta nova consciência compulsória que com o seu hediondo liberalismo tem corrompido a sã doutrina.

  Homens literalmente comprometidos com a palavra de Deus, ainda que façam parte das congregações priorizarão os ensinamentos das sagradas escrituras, não apostatarão e nem impetrarão despóticos legalismo.
  Obreiros de Deus que trabalhando na casa do oleiro tornar-se-ão vasos de honra a encher milhares e milhares de outros vasos com a essência de Deus.

  Por esta razão Deus nos faz descer á casa do oleiro (todos) sem acepção, a não ser os que querem continuar sendo vaso para desonra vivendo totalmente obstante da sublime vontade de Deus, nosso Senhor Jesus Cristo.


Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito,
 para que todo aquele que nele crê não pereça,
 mas tenha a vida eterna.
 -João, 3:16-

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Cego surdo e mudo



Pior cego é o que não quer ver
e mesmo vendo finge não perceber
a realidade que o cerca
e vai cabisbaixo
subserviente capacho
sem a idoneidade
que reverbera a verdade


ele escuta mas não ouve
e não presta a atenção
acredita na fala
chafurda-se na vala
só escutando que quer
deturpando a sua fé
não muda sua historia
jaz vegetativa escoria


...e análogo ao cego e o surdo
Vai volátil mas vai mudo
não consegue ouvir ou enxergar
por isto não sabe nem o que sabe falar

e se faz sempre surdo
não se importa o absurdo
já que a ele tão normal
não ouviu a própria voz
nem tão pouco a voz de Deus!

E tal qual animal
decrépito ser irracional
segue assim  tão passional
tão promiscuo o seu  ideal...

...E vai o cego surdo e o mudo,

e sego surdo mudo eu fiquei
ó meu Deus como eu gritei!

Santo Deus como eu tentei
Ir  alem do horizonte
Eu subi no alto monte
Eu clamei como eu gritei!

Delatei a injustiça
Por trás da fala dos que falam
no silencio dos que calam
tanto engano e tanta gente
ignorantemente crente

só que eu ao delatar
fui rotulado de demente
como um débil  inconseqüente
e então eu me calei!...





Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
para que todo aquele que nele crê não pereça, 
mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

Quando ouvia Good times! ..

“Solidão é quando você tem que rir cantar e falar sozinho para esquecer o som de sua própria voz.” Lembro-me desta frase que tinha...