quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Nossas próprias falibilidades.

A decepção inerente ao ser humano recrudesce a medida de que o mesmo sente-se importante a si mesmo e quanto mais ele dá valor a esta importância maior será a sua decepção.

Quando se exaure em seu ego o homem torna-se mais apito a sobrepujar as circunstancias que o levam a sentimentos negativos que desestabilizam a sua harmonia.

Porém o amor e o perdão tornam-se o maior antídoto contra as circunstancias e situações negativas que infelizmente fazem parte de nossas vidas.

Estes sentimentos têm que começar por nós mesmo, pois quando liberamos o perdão para as nossas próprias falibilidades fica mais fácil perdoar aos outros como também  suportar e conviver com as agruras impretadas  pelas circunstancias.


Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça,
 mas tenha a vida eterna
. -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Serás sempre mulher! [Uma resposta a Avon]

A semente que gera. És feminina és doce és bela! suave como a pétala de uma flor tão sublime és princesa e não importa sua ra...