sexta-feira, 17 de junho de 2016

Entre nós não há pecado. [terceira parte]


















A conjunção do amor

Sou metade de você
tu és a outra parte de mim
para que meus lábios
na plenitude dos sábios
beba do cálice do seu beijo

e o meu desejo
é tornar-te tão minha
eu que me faço tão seu
para juntos fazermos
a conjunção do amor!

E que este amor!
Seja o pólen em sua flor
a gerar nossos filhos.

Sou teu homem mulher!
em ti eu me completo
e a tenho por inteiro.

 Tua pele tão macia
a cobrir meu anseio
de satisfazer seu desejo.

És a parte que me falta
quero ser quem te completa
e me dar por inteiro
e fazer-te mais mulher
para dar mais sentido
a essência do amor.

Sei não somos os primeiros
nem seremos os últimos
mas seremos nós dois
parte da prole humana
fertilidade da herança
que nos faz ser quem nos somos.
homem & mulher.

   

Beije-me com os beijos da sua boca,
porque melhor é o seu amor do que o vinho.
Cantares, 1: 0 1.

Nunca um livro relatou com tanta complexidade sobre vida conjugal como o livro de cantares e não se pode de forma alguma em rigor ascético espiritualizar os fatos, ainda que em justa razão a história poética de Salomão seja uma alusão entre Cristo e a igreja (Eu sou rosa de Sarom o lírio dos vales). 

Na verdade toda narrativa denuncia o amor do próprio Salomão e uma Sunamita o que não deixa de ser uma referencia a vida conjugal.
Mesmo que encontremos trechos que aflore em sensualidade (Ct. 7: 1 - 11)

Tem gente que consegue aludir o umbigo e a cintura da mulher em uma cena extremamente absurda! É tão heterodoxa tal exegese que no seu final converte numa verdadeira feira das frutas.

Foi o mais próximo que consegui chegar para não ser tão promiscuo, basta lembrarmo-nos da laranja que disse antes, eu prefiro ela, pelo menos não tem sabor de urina!

Estes textos jamais viabilizam a pratica de licenciosidade onde somente uma mente tendenciosa consegue deturpar os fatos com segundas intenções, vale a pena voltar a exortação que fluiu do âmago de Paulo (Fp.4: 8).

          Não creio que no livro de cantares haja praticas licenciosas, que prioriza a libidinosidade, “mas digamos que o tenha!” Seu escritor foi um havido e compulsivo rei cuja volúpia o fez coabitar com trezentas esposas e setecentas concubinas o que acabou por levá-lo a prevaricação e sua aleivosia acabou por dividir o reino entre tantas outras fatalidades. (1ºRs. 11: 1- 13 & 1ºRs. 12: 1 – 33).

Seu arrependimento deixou marcas de sua dubiedade onde em outro livro escrito por ele cheio de ponderações e muitas delas sem sentido, porém a meu ver a mais contundente frase repetida por ele foi uma lacônica considerarão: 
VAIDADES, TUDO É VAIDADES.
                              
Um verdadeiro paradoxo ao paradigma do que foram as aspirações dos apóstolos que preconizaram o cristianismo.

O que Deus quer de vocês é isto: que sejam completamente dedicados a ele e que fiquem livres da imoralidade.
Que cada um saiba viver com a sua esposa de um modo que agrade a Deus, com todo o respeito, e não com paixões sexuais baixas, como fazem os incrédulos, que não conhecem a Deus.
1º Tss. 4: 3 - 5.

 “Vós, maridos, amai vossas mulheres como Cristo amou a igreja e a si mesmo entregou por ela para santificar purificando-a com lavagem de água pela palavra para apresentar a si mesmo igreja gloriosa sem macula nem ruga nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível
Ef. 5: 25 - 27.

                               
Será que a reforma protestante viabilizou a tais praticas? E Catarina Vonbora praticava tais discrepâncias com Lutero?  ...Mood, Witefeld, George Mulher achavam isto normal?        
                      
 Vale à pena salientar que são questões éticas, morais, portanto: Atemporais. Quem por pouco se suja por muito se fede.

1) Vocês são filhos queridos de Deus e por isso devem ser como ele.
2) Que a vida de vocês seja dominada pelo amor, assim como Cristo nos amou e deu a sua vida por nós, como uma oferta de perfume agradável e como um sacrifício que agrada a Deus!
3) Vocês fazem parte do povo de Deus; portanto, qualquer tipo de imoralidade sexual, indecência ou cobiça não pode ser nem mesmo assunto de conversa entre vocês.
4) Não usem palavras indecentes, nem digam coisas tolas ou sujas, pois isso não convém a vocês. Pelo contrário, digam palavras de gratidão a Deus.
5) Fiquem certos disto: Jamais receberá uma parte no Reino de Cristo e de Deus qualquer pessoa que seja imoral, indecente ou cobiçosa (pois a cobiça é um tipo de idolatria).
6) Não deixem que ninguém engane vocês com conversas tolas, pois é por causa dessas coisas que o castigo de Deus cairá sobre os que não obedecem a ele.
7) Portanto, não tenham nada a ver com esse tipo de gente.
8) Antigamente vocês mesmos viviam na escuridão; mas, agora que pertencem ao Senhor, vocês estão na luz. Por isso vivam como pessoas que pertencem à luz,
9) pois a luz produz uma grande colheita de todo tipo de bondade, honestidade e verdade.
10) Procurem descobrir quais são as coisas que agradam o Senhor.
11) Não participem das coisas sem valor que os outros fazem, coisas que pertencem à escuridão. Pelo contrário, tragam todas essas coisas para a luz.
12) Pois é vergonhoso até falar sobre o que essas pessoas fazem em segredo.
13) E, quando qualquer coisa é trazida para a luz, então a sua verdadeira natureza é revelada.
14) Porque o que é claramente revelado se torna luz. E é por isso que se diz: "Você que está dormindo, acorde! Levante-se da morte, e Cristo o iluminará."
15) Portanto, prestem atenção na sua maneira de viver. Não vivam como os ignorantes, mas como os sábios.
16) Os dias em que vivemos são maus; por isso aproveitem bem todas as oportunidades que vocês têm.
17) Não ajam como pessoas sem juízo, mas procurem entender o que o Senhor quer que vocês façam.
18) Não se embriaguem, pois a bebida levará vocês à desgraça; mas encham-se do Espírito de Deus.

Efésios 5: 1 18.
Obs.
Alguns versículos eu fiz questão de procurar uma versão atualizada mais dentro do entendimento contemporâneo.

 Não estou com isto dizendo o que você, “esposa” deve permitir que seu marido lhe faça, ou o que você deve fazer com ele.
E se eu dei esta impressão é porque existe um paradigma cristão, não se pode jamais vulgarizar um relacionamento levando-o a um nível puramente visceral acondicionado a sazonal efemeridade de uma volúpia deturpada e insaciável.

Sei que a intimidade de cada casal deve ser respeitada, mas as portas de um quarto jamais podem se trancar para este mesmo paradigma selado pelo Espírito Santo de Deus.                                    
E este mesmo Deus inspirava não a mim, mas ao apostolo Paulo que depois de tantas perseguições, escrevia com a alma sangrando para o povo de Efésios estando ele na prisão.

Sabia como a imoralidade era ferrenha por isto visava preservar a integridade de um povo que se convertia ao cristianismo aceitando o senhorio de Jesus Cristo em suas vidas.

O capitulo cinco citado anteriormente, referente ao livro de Efésios onde está explicito em nosso idioma de forma contemporânea.
Ele buscava acima de tudo consolidar a família, e como inicio de suas recomendações os alertava para serem imitadores de Deus, talvez você não possua uma bíblia atualizada contemporânea, por isto vou explicitá-lo de acordo com as versões mais comuns em que o apostolo Paulo segue testificando que os Efésios deviam andar em amor, como Jesus entregou a si mesmo deveriam entregar-se a Deus em oferta de sacrifícios em cheiro suave (v.1 & 2) expurgando-se de toda impureza, prostituição e avareza, o que não era conveniente aos santos (V.3) salienta que nenhum fornicador, impuro, avarento ou idolatra herdariam o reino dos céus (v.5) suplica para que não deixassem se enganar por qualquer pessoa com palavras vãs, evitando desta forma que a ira de Deus sobressaísse neles (v.6).
Que não deveriam compactuar com as obras das trevas (v.11) não chega nem mesmo especificar que espécie de malignidade se tratava tais obras que faziam as ocultas de tão torpe que era (v.12) o incrível é que quando abordou sobre o homossexualismo fez questão de explanar detalhadamente este mau comportamento, tanto por parte dos homens como por parte das mulheres (Rm. 1: 26 -27) voltando a sua epistola escrita aos Efésios, por fim ele conclama a todos a encherem-se do Espírito (v.18).

          ...Depois que Paulo faz a ruptura do povo entre os cristãos e os ímpios de Efésios então ele começa a constituir o paradigma cristão no restante do capitulo cinco e segue-se com o mesmo propósito no capitulo seis.
          Mas isto é obsoleto ultrapassado, é legalismo, não tem nada a ver com a intimidade de um leito matrimonial, versículos fora do contesto da exegese da hermenêutica, mesmo assim vou inserir um versículo atípico:
Não entristeceis o Espírito Santo
no qual estais selados para o dia da redenção
Ef. 4. 30”.
 “O amor é um sentimento abstrato que se torna concreto, e não um sentimento concreto que se torna abjeto”.




Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cães ladram, mas a carruagem passa.

Existe uma enorme influencia advinda de filosofias progressistas que deturpam de forma profunda o conceito familiar, eu sei que é impor...