sábado, 25 de junho de 2016

FÉ, (2ª parte)




Quantos infelizmente não confundem a fé com uma utopia fazendo dela apenas uma mera e tola ilusão sem nenhuma substancia e isto vulnerabiliza ainda mais a nossa estrutura.

A fé vem pelo ouvir e o ouvir vem pela palavra de Deus é o que diz um grande promulgador da fé (Rom. 10: 17) Paulo nesta mesma epístola escrita aos romanos no capitulo quatro cita o exemplo de um homem que é o símbolo de fé, Abraão ao obedecer a uma voz que lhe dizia para sair do conforto de seus familiares com o intuito de peregrinar!

Ele o fez somente porque ouviu a uma voz que diferia das demais que até então ele estava acostumado a ouvir (Gn. 12: 1 – 3) por esta razão Paulo o referendou (Rm. 4: 1–3).

Na verdade Paulo consolidava em sua epístola escrita aos romanos a força e o poder que se extraia do evangelho de Jesus, mas que porém sem fé tornava-se inócuo (Rm 1: 16 – 17) o que ele escreveu foi algo tão consistente  que mil e quinhentos anos depois Martin Lutero baseado apenas em um texto alavancou todo um movimento  que constitui-se em a reforma protestante (Rm. 1: 17) a fé acopla toda a lei e faz com que a graça seja abrangente transformando meras palavras timbradas em um papel em palavras vivas espirituais inseridas em nossos corações.

Enrobustecer-se na vida homologada pelo Espírito Santo através das sagradas escrituras é imprescindível para a solidez e torna-se preocupante quando a fé é aludida a formas pecuniárias fazendo de Deus um mercenário contrabandista que através de ofertas exorbitantes se vende por questões egocêntricas advindas do homem.

O acréscimo nos dado de acordo com aquilo proporcionado por Deus é extremamente valoroso e o bastante para sustentação de nossas vidas, pois como soberano criador de todas as coisas inclusive nossas vidas ele é quem estipula nossos benefícios de acordo com a sua imperativa vontade.

Eu não estou com isto dirimindo o esforço humano, eu tenho um amigo que estudou a finco se esmerou dia e noite no intuito de tornar-se alguém na vida, com fé e confiança em Deus ele hoje é um senhor advogado, mas o seu irmão vive participando de exaustivas campanhas nestas igrejas que chafurdaram na teologia da prosperidade e inclusive chega a dar todo o seu misero salário de porteiro...

Ele podia tanto primeiramente permitir que Deus limpasse seu coração de sentimentos nocivos como a inveja a magoa, e depois com o coração limpo esforçar-se nos estudos para aprender uma profissão que lhe propicie uma renda melhor.

Não estou difamando a profissão de porteiro até mesmo porque é a profissão que eu sempre exerci!

Além de que sempre valorizei o ser acima do ter, e que Deus tenha misericórdia de mim para que no amanhã eu não me venda por uns instantes de ganância pela fama ou poder!

Infelizmente existem tantas mansões geladas sem paz e sem amor, e em compensação existem tantos simplórios barracões de periferia cheios de paz e amor e comunhão...

Obviamente não se pode generalizar! 
Sei que tudo é relativo isto não significa que não haja mansões calorosas amenas, como também não haja barracões miseráveis repugnantes, o que não se pode é excluir a presença de Deus convertendo-o em uma cônscia coletiva.

Quanto mais pragmático nós tornamos o cristianismo, mas hedonistas nos tornamos e com isto nossa essência converte nossos corpos o templo de Deus em um vazio lancinante e o próprio Deus em um ser volátil mitológico.

Não nos adianta vestidos de perolas e diamantes para cobrir nossos corpos doentes e feridos vazios e frios, muito mais do que nos dar valores Deus quer nos dar o seu amor, como se senti um pai quando percebe que o seu filho somente o vê por dinheiro?

É preocupante esta filosofia do pragmatismo impetrada introjetada no âmago das pessoas contaminando com um sentimento deturpado humanista onde os valores materiais insuflam o egocentrismo.

A vida é muito mais do que os valores que a ela são agregados e eu me pergunto se Judas vendeu a Jesus Cristo ou se vendeu a si mesmo?

E quantos tal como Judas estão vendendo a si mesmo quando vendem o evangelho e o fazem quando aludem-no a bônus milionário o convertendo em uma ambiciosa troca de favores.





Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixa-me caminhar...

Um homem caminha lentamente sob um olhar cuidadoso são eternos e ternos olhos amorosos contemplam a sua longa caminhada... El...