Pular para o conteúdo principal

teologia da prosperidade, ultima parte.


Eu não fiquei tanto tempo na escravidão de um vício e posteriormente na escravidão de um árido deserto subjetivo para agora apostatar-me vilipendiando o evangelho de Jesus Cristo.

Eu sei que foi pago um alto preço para que hoje tenhamos acesso aos portais eterno, para que a sã doutrina chegasse incólume até a nós.

Quantas vidas foram ceifadas? E não falo apenas dos primeiros discípulos como Paulo, Pedro, Policarpo, falo de homens como John Hus Savonarola, Tomaz Cremer, homens que foram queimados vivos por uma hedionda inquisição inspirada por satanás.

Falo de homens que ainda nos dias atuais arrecadam milhões e milhões em ofertas para adquirirem aviões, fazendas, faraônicas mansões...

Tudo isto com o álibi de que é para obra de Deus que por sua vez não passou de um simples filho de carpinteiro, antes de exercer a sua vocação, e mesmo depois ainda vivia uma vida de simples pregador das boas novas.

Falo de missionários em países sectários que muitas vezes passam dias sem poder se alimentar, muitos são açoitados até a morte ou sofre de doenças transmissíveis por causa das  condições insalubres do lugar aonde vivem.

Homens que não sou digno de desabotoar as suas sandálias...

Homens que não difundiram esta teologia da prosperidade, e volto a repetir!

Ela é pior do que o craque, já que vicia tanto a quem vende como a quem compra!

Homens que por estarem em países miseráveis tudo que ofertam, é apenas o amor de Deus.

Quero aprender a ofertar muito mais do que bônus milionários em que Deus é obrigado a ressarcir com todo tipo de ostentação aos que lançarem no gazofilácio da igreja pomposas ofertas com o codinome de sementes...

As sementes do materialismo.

Deus não compactua com o pecado e nem faz de suas sementes motivos de ganância alimentando ambição de pecadores...

Não estou dirimindo esta tese teológica sobre semeadura, porém é necessário que se diga que isto é apenas uma analogia, ainda que verossímil, porém o que não se pode é convertê-la em um dogma, o dogma é a salvação pela fé e pela graça.

Não estou com isto afirmando que devamos ser miseráveis, não é isto!
Benefício sempre foi e será apenas uma consequência, a priori nunca foi isto, este não é o paradigma, o paradigma é não ajuntarmos tesouro na terra aonde abunda ladrões e a traça corrói.

O paradigma e buscar em primeiro lugar o reino de Deus e a sua justiça.

A justiça de Deus nunca foi e nem nunca será bônus milionário, a justiça de Deus é retidão amor e paz e perdão.

A sua graça não é comprada seu favor é imerecido e nós!...

 Miseráveis pecadores cuja alma perecia, mas Deus nós perdoa quando verdadeiramente nós nos arrependemos.

E recebemos por intermédio da sua misericórdia a salvação, o direito de nunca mais temermos a morte...
A justiça de Deus é...

O amor de Deus o Pai!
A graça do filho!
E a comunhão consoladora do Espírito Santo!...


***********

Eu não podeira deixar de prestar minhas homenagens há um personagem cujo testemunho que deixou faz sentir-me envergonhado de denominar-me como cristão.

David Brainerd


Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ansiedade.

Ansiedade é antecipar fatos que ainda não aconteceram, é a premonição hipoteca de algo virtual que habita apenas no campo da imaginação, e por esta causa faz com que o sofrimento seja por antecipação.
Ela deixa de ser benéfica quando a desesperadamente esperamos algo de bom, já que acaba gerando a angustia que culmina no mais terrível conflito de alma.
Pior ainda é quando o tormento de algo que nem aconteceu nos assombra nos deixando sofrer de forma tão precoce como se tudo estive se passando em tempo real, quando poderíamos nos antecipar a tão supostos sofrimentos pedindo a Deus força para lutar contra os mesmos, ou resignação para suporta-los caso os mesmo venham se evidenciar.
Por isto a ansiedade nunca foi benéfica para ninguém e quantas vezes os efeitos psicossomáticos redundam em terríveis malefícios sejam orgânicos ou não.
Porque é tão difícil assim confiar em Deus, porque que na angustia nós bloqueamos  o sentimento de lucidez ignorando que Deus tem o final da nossa historia em su…

Mulher tu és especial!

És tão sublime e trazes essência que te torna especial!
A mais bela entre as flores que exala o perfume do amor e o amor para a vida.
A razão para viver Mulher! Que faz bater forte um coração que suspira enquanto sonha e sonha enquanto pulsa e no eu pulsar solidão expulsa.
És de Deus a criação mais bela sim! Mulher tu és especial! Um sonho tão bom! Que faz bem ao coração pois Deus depois que tudo fez!... Quis fazer ainda melhor!
...E foi assim que você nasceu!

Trazendo suave fragrância da mais sublime essência, és tu ó mulher! De Deus a excelência
De deslumbrante beleza sensível como uma flor tão doce como mel na terra uma parte do céu!...

Sonhe! Obstinadamente sonhe ...

Lembranças alegres são como lindas flores que murcharam em nossos jardins enquanto as lembranças tristes são como pás que desenterram sepulturas fétidas que chafurdam no recôndito de nossas almas.
A vida é como um rio que segue lentamente o seu curso e o que passou jamais voltará e o tempo que já vivemos serão apenas lembranças tristes ou alegres, e ainda que sejam alegres vem com a nostálgica influencia das tristezas por não podermos mais vivenciar algo que ficou no passado.
Viver é a coisa mais sublime que existe, e ainda que estejamos tristes, devemos colocar o prazer supremo de viver acima de nossas momentâneas tribulações, pois a vida passa e só restaram lembranças que nunca é bom relembrá-las...
Viva intensamente para que não haja tempo de voltar ao passado ainda que este passado um dia tenha lhe propiciado algo de bom.
Sonhe! Obstinadamente sonhe como um futuro que te traga felicidade, mesmo que pareça ser apenas uma utopia, sonhe com a alegria, ainda que pareça viver no mundo da f…