terça-feira, 5 de julho de 2016

A igreja e a politica.

Diz que crente vota em crente.

O infeliz do meu pastor
é tão hábil candidato
quando chega a eleição
ele é o maior gaiato

ele era da esquerda
mas agora é da direita
na verdade ele é de quem
dar-lhe mais então aceita

e induz toda igreja
o seu nome eleger
e quando ele for eleito
a igreja vai proteger

diz que crente vota em crente
o restante é do diabo
mas quando fala sobre roubo
escorrega igual quiabo

jura que é inocente
que foi tudo armação
que ele nunca se envolveu
nesta tal de corrupção

ele grita tá amarrado
dá aleluia e glória a Deus
mas depois que é eleito
ele se esquece dos seus.



Sinceramente às vezes sinto saudades do tempo em que os pastores diziam que politica era trem do capeta!

Eu não estou sendo sectário saudosista, é que mediante a tanto descompromisso com a questões cívicas em detrimento a um fisiologismo  absurdo....

Diante de uma demagogia descabida em que se usa a religião como subterfúgio, para segundos interesses, para não dizer interesses escusos...

Isto sem deixar de mencionar os escândalos que tem lançado, ou tentado lançar os conceitos cristãos na lama!

É vergonhoso quando se chega a época de eleição como os altares das igrejas ficam impregnados de parasitas que em nome da fé usam o tempo que seria para edificação em momentos de pura demagogia.

E ainda que muitos sejam honestos, convertem o altar em palanque para despejarem seus entulhos transformando a sã doutrina em deturpados conceitos da política.

E falam e falam de leis que estão sendo feitas para que destruam as igrejas e se tornam ilustres apologistas, em que conspirações nestas épocas são polarizadas de forma gritante.

Não nego que muitas vezes elas existam, mas porque somente em épocas de eleições isto torna-se uma febre...

Evidentemente que como cidadãos devemos fazer valer nossos direitos, mas acima de tudo devemos fazê-lo com toda idoneidade, isto sem jamais esquecermos que Deus não depende de políticos para resguardar a sua igreja.

Que eu saiba, os apóstolos e os pais da igreja primitiva não elegiam senadores para defende-los no tão corrompido império romano.

Nem tanto ao mar nem tanto a terra!

Sempre fui a favor de idôneos cristãos políticos, mas contra denominações que buscam arregimentar seus próprios interesses criando verdadeiros monopólios.

Na verdade compete a nós, acima de tudo pedir a Deus que levante homens honestos e idôneos que saibam respeitar ao próximo e o direito dos mesmos, jamais permitindo que os direitos de uns violem os direitos de outrem, e os deveres de todos sejam para ser exercidos por todos...







Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Chorar faz bem ao coração.

Chorar não faz bem para a saúde quando o faz amiúde as lágrimas são tal como um açude e a alma então se inunde. Quando a vid...