quarta-feira, 27 de julho de 2016

Comunhão com Deus. [O amor é a condição] parte III




O Seu incomensurável amor

O meu cântico não muda
minha voz não se cala
tenho orgulho em falar
trago Deus em minha fala.

Tenho a glória deste Deus
emanando em minha vida
hoje faço do viver
minha dádiva preferida

e me entrego a Jesus
a ele toda adoração
eu exalto o seu nome
de todo meu coração.

Minha voz o aclamará
sobrepujando até a morte
Ele me deu uma nova vida
seu amor me torna forte.

Aleluias! Ó Rei dos reis!
Em júbilos e brados vou exaltar
Ele é o ar que eu respiro
luz à me iluminar!

Nesta nova vida, DEUS!
Vida em mim jaz em abundância
eu sou vida de Jesus
Ele é minha abonança.

Ei de sempre adorá-lo
com o coração a disparar
eu declaro que o amo
entre lágrimas á chorar!

Arrebataste o meu coração
com o seu incomensurável amor
me tornaste seu escravo
sou escravo por amor!



Amar a Deus é doar tudo o que tem sem desejar nada em troca e ainda sair insatisfeito por ter doado tão pouco.

Amar a Deus é negar-se a si mesmo tomar a cada dia a própria cruz para segui-lo (Mat. 16: 24 – 28)

Quem tem os seus mandamentos e lhes obedece, esse é o que o ama.
Aquele que o ama será amado por seu Pai, e Ele também o amará e se revelará  a ele. (Jo. 14: 21).

Amar a Deus ainda quê!
E não desde quê!...

Pois...

Mesmo não florescendo a figueira e não havendo uvas nas videiras, mesmo falhando a safra de azeitonas e não havendo produção de alimento nas lavouras, nem ovelhas no curral, nem bois nos estábulos, ainda assim eu exultarei no Senhor e me alegrarei no Deus da minha salvação. (Hc. 03: 17 – 18).






Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Serás sempre mulher! [Uma resposta a Avon]

A semente que gera. És feminina és doce és bela! suave como a pétala de uma flor tão sublime és princesa e não importa sua ra...