segunda-feira, 18 de julho de 2016

Uma vida cheia da graça.

Sem a graça advinda por Deus não há vida!
E ainda que a mesma pareça evidente, evidentemente todo aquele que jaz no mundo, vive apenas uma ilusão de consciência, o que se produz uma pseudo sensação de que o mesmo entende e conhece a sua própria vida.

Na verdade vive-se em estado degenerativo deturpado e um tanto ambíguo, baseando-se na sua própria razão o mesmo segue fazendo dela o seu principio tão fugaz tão ineficaz como a própria vida que leva.

A sede do homem por Deus o leva desde antológicos deuses criados na antiga Grécia aos mais rústicos índios com seus totens a cultuarem suas divindades como também voláteis e compulsivos apologistas de vidas extras terrestres ao qual inconscientemente são cultuados como se fossem deuses.

...E seguem deuses concretos ou abstratos que fazem muitos suspirarem por não entenderem a real razão de estarem neste mundo.

Na verdade todas estas discrepâncias se dirimem a luz das sagradas escrituras quando o Espirito Santo nos convence do pecado da justiça e do juízo, o que nos leva a uma nova dimensão.

Dentro desta nova dimensão é imprescindível que venhamos a buscar uma vida intrínseca a Deus através de uma comunhão para não abrir precedentes ao pecado

O pecado é tão nocivo que contamina corpo alma e espírito quando é cometido deteriora a plenitude de uma comunhão salutar com Deus.
E à medida que o mesmo se torna contumaz, arrefece cada vez mais os ânimos tornando o espirito fragilizado e a alma um tanto suscetível, volúvel e a carne sedenta.

A melhor forma de manter uma vida cheia da graça e a comunhão com Deus sem sombra de dúvidas é por intermédio das sagradas escrituras, porém se não houver uma renuncia de si mesmo e uma entrega total a Deus, seremos tão voláteis, tão obstinados, tão cegos como aqueles que buscam Deus por intermédio de suas religiões, sejam elas quais forem!...




Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflexões... [Ao ouvir Prisma.].

. A teoria  da relatividade nada mais é do que a ilação abstrata que só se concretiza consolidando literalmente quando orquestrada por...