terça-feira, 14 de março de 2017

Nos tornamos energúmenos.
















   E eu que cheguei a acreditar
que éramos idôneos
e soubéssemos lhe dar
com as questões sociais
e pudéssemos superar!...

Mas vejo as nossas limitações
nós tão cheios de nossas próprias razões
baseadas apenas nas volúveis e voláteis
viscerais emoções.

O que precisávamos mesmo
jamais sabemos resolver
queremos aniquilar um delinquente
enquanto outros bandidos
estão a nos aniquilar.

Quando chega carnaval
saímos para ruas
embebedamo-nos até passar mal
mas somos alienados cidadãos
que não tem um ideal!...

Colocamos no poder
quem só pensa em si mesmo
populistas demagogos
que sabem que somos bobos.

Criam álibis para a lei
que os tornam incólumes reis
e  protegem aos bandidos
mas mata ao pai de família
que desempregado e passa fome
nesta droga de miséria que consome.

Nos hospitais portas fechadas
tantos buracos nas estradas
e a violência desta droga
que viciam os nossos filhos
tiram-lhes da vida o brilho
pois os desviam de seu trilho.

As escolas pedem socorro
nossos mestres passam fome
com o salário miserável
que deixaram de receber
vejo servidores públicos
tão a míngua a morrer!

Só porque alguém veio roubar
o seu dinheiro desviar
mas quando vier a eleição
de novo neles vamos votar!

Até que apareça outro escândalo
ou outro bode expiatório
e em nosso conceito ilusório
sei tão pobre tão simplório

Nos tornamos energúmenos
a gritar e a babar
esta é a nossa nação
acho que nada vai mudar!

INFELIZMENTE!...





Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ó meu doce Jesus!

Um dia eu quis fugir de mim mesmo e como um andarilho eu vaguei nas voltas do meu coração. Descobri que meus passos eram long...