quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Um adorador por excelência






Adoração é manifestação espontânea de uma alma que desprende de si mesma.

 E quanto mais se renuncia do seu ego, mais sublime torna-se esta manifestação. 

E  quanto mais se santifica refutando os desejos que permeiam este mundo, mais o coração se converte em um receptáculo do Altíssimo Deus.

Uma alma empapada do incomensurável amor deste magnífico e soberano Deus torna a adoração a essência abrangente que se mescla com a glória que vem do céu e intrínseca a alma germina uma simbiose que só se explica por intermédio das lágrimas.

Aquele que busca com toda sinceridade entronizar-se, sublevando a sua alma com toda sinceridade no seu coração, inevitavelmente, paulatinamente vai se desligando das tolas vaidades que corrompem a natureza humana.

Nesta questão difere de ser  rico ou pobre, feio ou bonito, homem ou mulher, o verdadeiro adorador  não usa a voz para adorar a Deus.

Ela usa o seu próprio coração.

Não faz de seu oficio o seu comercio, ainda que muitos desta adoração tiram o seu sustento, mas ignoram o produto e concomitantemente valorizam apenas a essência.

Isto sim!

É ser um adorador por excelência.





Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito,
 para que todo aquele que nele crê não pereça,
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Clamamos por um avimento












“Talvez esteja sendo um visionário, não sei”...

    Mas não abro mão de valores imprescindíveis uma doutrina literalmente espiritual sem nenhum subterfúgio.

    Talvez tenha exagerado ao acreditar que homens como John Hus, John Yglifh, Jerônimo Savonarola, foram pessoas reais e não personalidades folclóricas sem vida empoeirada nos arquivos ou prateleiras do porão da nossa igreja...

    Igreja que traz guardado nas catacumbas ou nas ruínas de um coliseu o grito de amor a Jesus Cristo enquanto dilaceravam-se na boca de leões quando não eram queimados vivos em praças públicas.  

    Vamos cavar a sepultura de Lutero quem sabe não está lá o segredo?  O fogo já consumiu o holocausto vamos sair da caverna vamos ungir nosso Jeú, sete mil continuam de pé não se dobraram a Ball.

    Tuas palavras estão em nossas bocas Habacuque, aviva ó Senhor a tua obra!  Vamos tocar trombeta em Sião fazer tremer todos os moradores da terra o dia do Senhor vem já está perto.

    Queremos a nação para o Senhor Jesus, clamamos por um avivamento e temos potencial para fazê-lo através da nossa fé dedicação e amor e submissão, tendo acima de tudo toda humildade um crônico desejo de renuncia e um arrependimento profundo no mais íntimo de nossas almas.

    ...Quando ouvirdes a voz de Deus não endureçais os vossos corações, e se nós!
 ... Que fazemos menção ao nome de Jesus nos humilharmos e orarmos buscando a sua face nos convertendo dos nossos maus caminhos, então Deus ouvirá dos céus perdoará os nossos pecados e sarará a nossa terra.
    Vem dos quatro ventos ó Espírito assopra sobre estes mortos para que vivam faça-nos saber SENHOR! Que somente tu és Deus! Visita as nossas sepulturas fazei sair dela um povo santo faça viver o que morto está assim como tu operavas maravilhas na antiguidade.

    Ó!  Se fendesse os céus e descesses se os montes tremessem diante da tua face como quando o fogo inflama os gravetos e faz ferver as águas, desce para fazer notório o teu nome aos teus adversários e fazer que as nações tremam diante da tua face.
    JESUS CRISTO.
    És o mesmo ontem hoje e eternamente o será!  Mas o povo já não o conhece mais, banalizaram o teu nome dilapidaram os teus estatutos se infiltram em meio aos que são fieis, com seus louvores plagiaram a dedicação que lhe ofertavam, foram à fonte tiraram do puro manancial misturam águas amargas, purifica esta fonte ó Deus!

    Não pode uma fonte jorrar do mesmo manancial, água doce e água amarga, assim diz o Senhor!  Este povo se aproxima de mim, com sua boca e com seus lábios me honra, mas o coração está longe de mim...

    Tal como Gibionitas que astuciosamente infiltraram-se ludibriando a Josué com seus trapos de imundice o pão bolorento do pecado e da ganância e idolatria, adultério e fornicação.

Muitos hoje o adoram com suas canções, mas não querem libertação não assumem a responsabilidade reconhecendo que apenas tu ó Rei deve ser adorado, Tu e mais ninguém! Pois só o Senhor é Deus!

    O tempo se finda chega de engano tiremos a máscara rasguemos o pano fiquemos atento, Jesus está voltando... O Espírito e a noiva dizem, VEM!
    Ouvi outra voz do céu dizer: SAI DELA POVO MEU para que não sejas participante dos seus pecados, para que não incorras nas suas pragas.




 Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito,
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Diante da cruz no Gólgota


Quando olho para os orifícios de tuas mãos, abaixo os meus olhos entristecidos...

Tanto quero, tão pouco fiz por merecer!

Tua paz emana em meu coração a consciência da importância de amor tão profundo!

Tuas mãos, Senhor!

Elas me levam a refletir e reconsiderar o meu ponto de vista.

...E nesta analise vejo-me tão aquém, tão ínfimo!...

Jesus Cristo.

Ajuda-me a viver a plenitude que derivou do gesto veemente de tua parte.

Dá-me a condição de assimilar de corpo, alma & espírito a tua soberana vontade e então poder adorá-lo, amá-lo, servi-lo,...

Em Espírito e em verdade.

Não és religião, filosofia, teologia, história, ainda que tudo isto esteja inserido dentro da sua plenitude.

Quem és tu? Doce  Deus das mãos furadas!...

Arrebatastes o meu coração e me vejo enclausurado neste tão sublime amor.

Incomensurável amor, cadeia cuja as chaves eu lancei no mais profundo do oceano, aonde meu coração jamais há de encontrá-las...


Como posso agir abruptamente diante deste Deus tão maravilhoso?...

Iria por ventura em um ato de estupidez afrontá-lo sabendo de tudo que por minha vida?...

Colocar-me-ia diante da cruz no Gólgota a questioná-lo sobre os meus direitos?...

Fazendo isto sob o seu olhar triste e quebrantado, porém incomensuravelmente amoroso que morria lentamente por minha causa?...

...Mesmo que depois de tantas manifestações da sua graça.

O céu... No céu! 

A terra... Na terra! 

O mar... No mar!

Os céticos conseguissem invalidar a existência de Deus!

Seria tarde demais!...

Pois ele deixou a sua glória para habitar no meu coração trazendo em mim uma nova vida...




Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito,
 para que todo aquele que nele crê não pereça,
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

A glória do Senhor já vem sobre ti.

Todo homem só se sente realizado quando exercita aquilo em que pelo qual foi habilitado por Deus.

“Ainda que ele mesmo desconheça que foi Deus quem o habilitou”

O amor por aquilo que faz, faz uma grande diferença ao ser feito o que supera  qualquer outro interesse e quando este mesmo homem é sincero, valoriza mais a sua aptidão do que questões  pecuniárias.

O que importa é que se esteja fazendo aquilo cujo qual se identifica a sua alma.

EU AMO A PALAVRA DE DEUS.

Prepara-te para chorares de alegra, pois a glória do Senhor já vem sobre ti, e o nome dele será sobremodo exaltado em sua vida e todos saberão que há um Deus Todo-Poderoso a cuidar de ti.

Jaime Alves







Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito,
 para que todo aquele que nele crê não pereça,
 mas tenha a vida eterna.
 -João, 3:16-

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Um leve e sutil fundamentalismo


Acho que não resolve partimos para um fundamentalismo ferrenho.
Acho também que devemos ter um zelo muito grande para que o pragmatismo não venha deturpar a essência do evangelho, assim como também o sincretismo, o humanismo, entre tantas outras disparidades...

Existe uma linha muito tênue em que dificilmente se agradará a todas as facções teológicas, teologia esta que por si mesma tornar-se tão confusa!

Não por culpa da mesma, a grande verdade e que a sua essência é abstrata permeia o campo das idéias e somos pessoas heterogenias...

A obstinação tem germinado tantas seitas heréticas, e imploro a Deus de joelhos e com lágrimas nos olhos para que eu não me torne mais um a fazer de uma obstinação uma filosofia antagônica ao que exara as sagradas escrituras...

Trago um sonho que é tão volátil, a tola utopia de ver todas as filosofias em um só bojo, mas desta forma com certeza estaria promulgando um ecumenismo e com certeza isto seria um desastre para o arraigamento cristão.

Tenho aprendido com teólogos idôneos do qual não tenho norral para questionar suas idéias, porém ainda que ilibados, quantos não estão se deixando levar por um leve e sutil fundamentalismo?

Isto me faz lembrar aqueles fariseus sedentos para apedrejar uma mulher adultera.

Mas e a mulher que foi pega no adultério? 

Ela não entedia muito sobre as questões doutrinarias e com certeza apenas clamava no seu íntimo  por mais uma chance...



Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

sábado, 16 de fevereiro de 2013

A - D E S P E D I D A


Eu sei que não mais o verei...
Assim como vi o seu sorriso se entristecendo
a sua vida se sucumbido
aos poucos se exaurindo
os seus sonhos se esvaindo...

Havia toda uma vida diante de ti
um horizonte a se descobrir
uma família esperava por ele
mas ele não quis.

Por falsos amigos a trocou
ao desgraçado vicio se entregou
este maldito vicio o derrotou
e agora tudo acabou...

Seu corpo foi se consumindo
se carcomendo a mente correndo
aos poucos ele foi morrendo.

Na verdade já não vivia mais
meu Deus ele era um bom rapaz!
Mas infelizmente não foi capaz
de fugir das armadilhas
não conseguiu sair do vício

e de um vicio foi ao outro
de do outro foi a morte
sua escolha destruiu a sua sorte
e ele perdeu o seu norte.

Agora vai em silencio e como alivio
aos que faziam parte de seu convívio
só uma mãe angustiada
chorava triste tão calada

não foi isto que ela esperou
que sonhou para o seu filho
que perdeu seu trilho
e partiu para sempre
sem nunca ter vivido.







Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça,
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Parasitas democráticos


 Por mais vulnerável que o seja, jamais devemos deixar de acreditar na justiça dos homens para que a mesma continue se denominando como tal, atraindo justos dispostos a arvorarem a sua bandeira...
É dever de todo cidadão empenhar-se de forma cônscia e ilibada para que se reverberem os conceitos que permeiam a nossa justiça, polarizando questões imprescindíveis para consolidação de uma sociedade...
Infelizmente nossa cultura vem aos poucos cedendo lugar para inércia em que uma indiferença germine a apatia irresponsável ao que tange o vigor impetrado.
Polarizamos os pontos negativos e dirimimos tudo de bom que se preconiza e com isto contribuímos profundamente para que  legisladores sintam-se a vontade para promulgar a revelia o que na verdade nós desinteressadamente os municiamos para fazê-lo. 

Isto  dirime o que seria o uso do direito com sabedoria que neste pleonasmo dignificaria a jurisprudência
A partir do instante em que cada cidadão adquiri o verdadeiro e cívico senso de justiça todo aquele que se tornou legislador passará a ver com outros olhos as questões tão ambíguas que degeneram o conceito de justiça
Como dói saber que tantos lutaram, tantos perderam a vida nesta luta, e hoje valorizamos nossa labuta ignoramos quando  estes filhos da...
A democracia é um bem que se não soubermos usufruir com sabedoria, ela paradoxalmente se converte em uma ditadura abstrata, aonde nós viveremos a mercê não de déspotas, mas de parasitas democráticos... 

"Maior que a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado!"


Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
 -João, 3:16-

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Bela rara e cara























A beleza é frágil como bolha de sabão,
efêmera como a flor,
esplendorosa  como  o sol que a aurora aflora.

Cobiçada como um vício,
 invejada como a falta que ela faz,
superficial como ilusão.

A beleza é tão deslumbrante como o instante.

Mas pode ser tão profunda
quando a bondade n’alma abunda
pode estar muito além do que se vê
ser incomensurável em um viver.

Quando se olha pra dentro
e consegui vê-la escondida
no recôndito de um peito
faz viver e sonhar
quando brota de dentro de um coração.

Na verdade todo coração é igual!...
Anatomicamente tão normal
não há o belo não o feio.

Mas pode haver bem no seu veio
o sentimento que emana
tão sublime abstrato.

Esta beleza não se vê
mas é tão magnífico senti-la
então  dela se usufruir.

Mais bela rara e cara
do que o ouro ou diamante
é jóia rara de se ter
e jaz no brilho do olhar
está no gesto de amar.

Seu sinônimo e perdão
ela emana compaixão
pois nasceu só para amar

É Jesus com sua cruz!
ela é Deus vivendo eu Jesus
é Jesus vivendo em nós
ela nós vivendo comunhão
Maravilhosa graça de Deus


Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna.
 -João, 3:16-

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

A verdadeira paz


A verdadeira paz só é possível quanto existe a presença de Deus em nossas almas, e ainda que haja tempestades!

Intrínsecos a Jesus Cristo nós podemos passar pelos rumores resignados, amparados pelo seu incomensurável amor e a maravilhosa e graça.

... E quanto mais dependentes, quanto mais confiantes neste mesmo Deus, nos tornamos mais maduros para trilhar nossa jornada.


Pois sabemos que no final dará tudo certo, e nem a morte nos separará do nosso maior premio, a vida eterna com Ele.


Porque Deus amou ao mundo de tal maneira
 que deu seu filho unigênito,
 para que todo aquele que nele crê 
não pereça, mas tenha a vida eterna.
 -João, 3:16-

Eu decidi continuar sendo neo pentecostal!

Eu decidi que vai valer a pena
chafurdar-me em meio ao problema abraçar-me a este dilema. Que vai valer a pena entoar meu cântico mesmo que ele seja em forma de pranto como choro de Jeremias uma voz que clama num deserto por certo.


E dizer que sou apenas um trabalhador que por amor entregou-se ao Senhor gritar que muito mais é o seu amor do que as bênçãos que ele pode nos dar. Que todo ouro e toda prata pode tornar minha vida mais barata não vale a pena barganhar a minha fé por uma estúpida oferta de sacrifício transformada em dinheiro isto não abunda em meu celeiro meu tesouro está no céu! Mas seria capaz de dar todo meu salário não por cair num conto de vigário, mas para ajudar ao próximo compartilhar tudo que tenho pois eu sei que a sua essência sobe ao céu por causa da indulgência de algo que recebi sem fazer por merecer. Que a maior riqueza deste mundo algo abissal tão profundo que arrebatou o meu coração é saber que tive Deus meu perdão. Quando ligo a televisão contemplo um cidadão cheio de engano e ambição fazendo todo tipo de extorsão Mas não extorque meu coração que entende que a maior razão de ele está ali a enganar é porque Deus permitiu assim então deixa pra lá pois em meio a tantos que deixam se enganar existem os que podem se salvar sem associar a tantas falácias destes discípulos de Geasi. Eu decidi continuar sendo neo pentecostal! Neste gerúndio um tanto surreal não importa não faz mal que vivam a margem da teologia pois mesmo sendo assim tão raso quem sabe eu no meio deles falando a suas línguas e falando em línguas estranhas possa introduzir em suas entranhas que ainda vale a pena ser crente mostrar-lhe um modo diferente levá-los a ser outro tipo de gente que vive de um modo mais inteligente para que não sejam tão apáticos tão doentes. ...E ainda que dentro mil ! apenas um! Vai valer a pena! Entender que o evangelho é pela graça infinita misericórdia de Deus eu vou continuar no meio dos meus!


***********










Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Homossexualismo.



O cristianismo jamais coadunou com o homossexualismo já que sempre preconizou um relacionamento heterossexual profícuo e fecundo.
Também jamais admitiu a homofobia, pois vê em cada ser humano a possibilidade de forjar o caráter de Cristo por isto busca preconizar a excelência da essência de seus ensinamentos a todos que verdadeiramente desejam uma emancipação.

Bem aventurado aquele que se respalda na eficácia da doutrina cristã e o fazem sem subterfúgios, com isto permitindo uma circunspecção a fim de valorizar subjetivamente sua filosofia de vida.

Infelizmente quantos não partem para os extremos e deturpam a verdadeira proposta do cristianismo?

...Os que fazem apologia ao homossexualismo tentam de forma unilateral dirimir a liberdade de expressão que a democracia nos dá e em reciprocidade, porém antagônica os legalistas religiosos homofônicos execram humilham e desrespeitam...

Parece um paradoxo eu sei!
 Na verdade é um paradoxo, já que tanto os apologistas do homossexualismo como os legalistas religiosos, apologistas homofóbicos acabam tendo algo em comum em meio a tanto antagonismo.

Ambos são obstinados subjetivistas dos seus próprios ideais, e não dão margens para que se contestem os seus deturpados princípios.
Na verdade o cristianismo rechaça a ambos pois Deus sempre rejeitou ao soberbo, ele sempre olhou com olhos de Pai para os humildes.
Sejam eles que forem indiferentes do que fazem, Deus quer transformar vidas, mas pena que tanto os homossexuais quantos aos homofóbicos não abrem mãos de seus conceitos para que a graça deste mesmo Deus maravilhoso os alcancem e eles possam viver uma vida cheia de plenitude.

 ********


Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

sábado, 2 de fevereiro de 2013

ORAÇÃO



Orar é conscientizarmos de nossas vulnerabilidades 
e conscientes das mesmas, 
fortalecermos daquilo que não depende de nossas forças.

A oração nos permite compreender 
que nossos recursos não são soberanos
 e que nossa força jamais pode estar focada em nós mesmo.

Ainda que possamos solucionar alguns problemas,
 é imprescindível que tenhamos a consciência 
de que o simples dom da vida
 se dá pelo fato de que tal dádiva 
nos foi dada a revelia de nosso direito de tê-la.

E Àquele que nos concedeu tal direito
 tem o direito de revogá-lo a hora que lhe bem convir.

Por isto,

Antes de acreditar que possuímos algo
devemos apenas contentar com o ar que respiramos
 por mais que muito mais desejamos.

Somos apenas aquilo que alguém permite que o sejamos.





Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

Ó meu doce Jesus!

Um dia eu quis fugir de mim mesmo e como um andarilho eu vaguei nas voltas do meu coração. Descobri que meus passos eram long...