terça-feira, 15 de março de 2016

Uma solitária voz que clama no deserto.


















Ó povo que se cala

Sem voz e sem fala

não faz com que haja

uma nova visão.


...Vejo homens sem leis

que falam das leis

e as leis silenciam

diante de vozes

que em vão argumentam

deturpadamente implementam

e tão poucos lamentam

pelo povo que se cala

sem voz e sem fala.

E calados se calam

no pleonasmo que é

os que fala que falam

de si mesmo sei falam,

sem a voz do Senhor.



...Em gritos e brados

caciques enfadados

e falam e falam

alvoroçam e falam

a um povo calado

que segue iludido

tão ludibriado

sem voz vão perdidos

enquanto suas vozes

são de aceitação.



Ouvindo só vozes

que falam de tudo

mas não falam de Deus

e se falam de Deus

esquecem da cruz

da dor de Jesus!



Meu Deus!



Vejo um povo morrendo

água suja bebendo

e seguem calados

ouvido as vozes

que fazem dar vida

ao mais terrível humanismo

pragmático relativismo


conturbado sincretismo 


onde no meio há o abismo

no mais terrível maniqueísmo

tão ambíguo dualismo.


De um lado uma voz

que fala por nós,

do outro outra voz

que fala por vós.



...E o povo sofrendo

calado morrendo

ouvindo a voz

que fala sem nexo



de um subjetivismo

que sai do abismo

meu Deus eu ainda cismo

que existe a saída...



Infelizmente a disputa pelo poder tem deteriorado muito a hegemonia do evangelho aonde a obsessão por  se promover recrudesce a vaidade e isto vem deturpando a verdade fazendo com que segundos interesses permeiem a filosofia dos evangélicos contemporâneos.

De um lado estão os que não alcançaram a notoriedade e em inveja execram aos que está na cúpula, o que não é diferente com aqueles que um dia brilharam nas luzes da ribalta, mas agora com a luz ofuscada destilam o veneno da magoa do ódio e do rancor.

Por falta de pessoas idôneas que tenham uma influencia significativa, muitos se sentem a vontade para exporem seus espúrios e heterodoxos propósitos por se acharem incólumes...

Sei que existem homens de boa mente, mas são tão poucos e os poucos se encontram acuados receosos de tocarem nos...

“UNGIDOS DO SENHOR”.

Interpretam ao pé da letra numa exegese fundamentalista sobre o que disse Davi quando teve nas mãos a oportunidade de acabar com a vida do rei Saul. (I Sm. 26: 8 – 9)

Não há a necessidade de ficar denominando pessoas e seus respectivos ministérios ao acusá-los tornamo-nos tão vulgar como vulgar tem sido as suas atitudes de vilipendiar o evangelho.

Também não se trata de colocarmos todos eles em um paredão e enchendo nossas mãos de pedras...

Porém afirmo que omissão também é um pecado gravíssimo.

Como fazer?

Eu não critico pessoas, mas avalio comportamentos, e se a carapuça servir em alguém o que eu posso fazer?!

Devo então ficar em cima de meu muro das lamentações?

É óbvio que não!

Ainda que eu seja apenas uma solitária voz que clama no deserto...

Eu sempre serei ferrenho ao fazer apologia a verdade testificadas nas sagradas escrituras...




Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cães ladram, mas a carruagem passa.

Existe uma enorme influencia advinda de filosofias progressistas que deturpam de forma profunda o conceito familiar, eu sei que é impor...