sábado, 7 de maio de 2016

Ter asas e não poder voar

Sou como um pássaro
de grandes asas
e de cântico triste
pois desejo voar!

Eu olho o horizonte
o céu  infinito
no meu olhar tão triste
habita o meu conflito!

Por dentro lamento
por fora sorrio
por dentro eu grito,

sou pássaro que voa
mas não pode voar

por mais que eu queira
não posso voar
tenho asas tão longas
eu só queria voar!...

E olho a janela
a vidraça fechada
mas vejo o caminho
uma longa jornada
do ouro lado do vidro
está a minha estrada.

Pois sou só um pássaro
e em meu cântico plangente
sentindo-me  preso
eu canto tristemente...

...E um  belo passarinho
em uma gaiola me fez lembrar
de um sonho lindo
o que me faz chorar!

Do que adianta
ser passarinho
ter asas e não poder voar!

Por isto canta ó passarinho
na esperança
pois sei que um dia
você ira voar!...






Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cães ladram, mas a carruagem passa.

Existe uma enorme influencia advinda de filosofias progressistas que deturpam de forma profunda o conceito familiar, eu sei que é impor...