quinta-feira, 9 de junho de 2016

Por quem os sinos dobram.



Tristeza que fere a alma
na dor terrível e lancinante
que tira de nós a realidade
levando-nos para um sombrio lugar
para os escombros da existência.

Nós não nascemos para morrer
jamais deveria existir a morte
mas ela existe e vem
tirar a alegria de viver.

Eu me lembro de John Donne
pois o ser humano não é uma ilha
e hoje ouço sinos dobrarem
de forma triste e melancólica
lamentando tantas mortes
levando embora belos sorrisos
 esvaindo a alegria tão jovial...

Abstraído neste instante,
análogo a John Donne
teleporto-me para um quimérico lugar...

“A morte de qualquer homem diminui-me,
porque sou parte do gênero humano.
e por isso não perguntes
por quem os sinos dobram
eles dobram por ti.”




Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna.
 -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cães ladram, mas a carruagem passa.

Existe uma enorme influencia advinda de filosofias progressistas que deturpam de forma profunda o conceito familiar, eu sei que é impor...