domingo, 4 de setembro de 2016

Luz própria.





A vida me ensinou ao longo dos anos a olhar para mim mesmo e reconhecer meus erros e o que eu posso fazer para não mais cometê-los...

Mas acima de tudo jamais devo deixar que as pessoas me avaliem segundo as suas estupidas presunções, e no silêncio do meu coração contemplo a mediocridade destas mesmas pessoas ao se jugarem superior a mim.

Quantos olham para mim avaliando pelas aparências, como se aquilo que elas possuem lhes tornassem superior dando-lhes o direito de subjugarem-me?

Eu sei quem eu sou!
E também o que eu posso produzir em favor tanto de minha vida como também para esta sociedade da qual faço parte.

E com certeza tudo o que penso está criteriosamente e de forma muito sabia arquivado para fazer parte dos anais da historias, e aos que hoje me subestimam, olho entristecido, pois sei que poderíamos juntos fazer a mesma história que eu sei que o mundo ainda contará!

Por mais importante que sejam os nossos ideias, não adianta ficarmos esperando que as pessoas simplesmente resolvam a acreditar neles como os seus ideais.

Por isto é imprescindível valorizar nossos projetos com a mesma intensidade que por eles lutamos, pois ainda que os mesmos não vierem a se concluir, valeu nossos esforços para torna-lo uma realidade.

Os diamantes são raros de valores tão caros, mas que de nada valem para que não lhes sabe dar o devido valor.

Toda estrela possui luz própria, mas enquanto a sua luz não se manifesta jamais se poderá contemplar a beleza do seu lume.



Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cães ladram, mas a carruagem passa.

Existe uma enorme influencia advinda de filosofias progressistas que deturpam de forma profunda o conceito familiar, eu sei que é impor...