sábado, 1 de outubro de 2016

Pacato cidadão.

Aos poucos vai minando
me deixando alienado
sigo a margem deste pleito
e como vários,
este é meu defeito.

Pois eu pego o meu direito
de cidadão, um bom sujeito
e entrego ao eleito
que seduziu-me nele votar!


Abraçaram nossas crianças
nos encheram de esperanças
prometeram mil abonanças
e ficamos a esperar!

Da vontade de chorar!

Pois vem outra eleição
e este pacato cidadão
tem o numero em sua mão
mas no peito a sensação
de que nada vai mudar,

vão de novo nos roubar
ó meu Deus eu me pergunto
até quando tudo isto irá durar!

...E o politico tão suado
com seu terno todo amarrotado
sem o ar condicionado
pelas  ruas a mendigar

o meu voto e meu direito
de pelo menos sonhar
que nos próximos quatro anos
algo novo acontecerá!

Mas nos próximos quatros anos
eu só tenho uma certeza
que no confortável gabinete
e de traz de sua mesa

novas leis publicarão
ignorando o cidadão
vão votar só neles mesmos
esquecendo das promessas
feitas nesta eleição.

E com o ar condicionado
terno caro e alinhado
vão vivendo no bem bom
mas o pobre ficou de lado

mais uma vez foi enganado
teve o sonho roubado
de ter plena paz e saúde
mas que sofre amiúde
com os desmandos na politica

peço a Deus que mude a história
que se levantem homens honestos
com sentimentos altruístas
renitentes na conquista
de uma nação mais isonômica.

Para que a próxima eleição
eu possa votar sem a sensação
de novamente ser logrado
habilmente enganado.

Ainda trago esta esperança
que a gente vai viver
com dignidade e com prazer
que nunca vamos nos arrepender
de um politico eleger.






Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Serás sempre mulher! [Uma resposta a Avon]

A semente que gera. És feminina és doce és bela! suave como a pétala de uma flor tão sublime és princesa e não importa sua ra...