sábado, 26 de outubro de 2013

Uma linda Mulher!

Já ouvi falar seu nome
O que será de mim agora?!
Miserável pecadora
que foi pega em adultério
desprezível infratora...

O que eu faço agora?!
Se muitos dos que me condenam
pelas ruas me arrastam
sem a mínima compaixão
no meu leito se deitaram
no meu corpo saciaram

me envergonham em plena rua
já me viram toda nua
se achando tão perfeitos
e se julgam no direito
de minha vida vasculhar
o meu nome execrar.

São hipócritas fariseus
que escondem os seus erros
mas apontam para os meus
como se eles fossem Deus.

O que será de mim agora?!
Eu vivi na escuridão
vejo neste homem tanta luz
seu olhar é tão sereno
eles o chamam de Jesus!

Já ouvi falar seu nome
mas sempre dele desviei,
pois eu sempre acreditei
que não iria aceitar-me
pelo tanto que errei
nesta vida fracassei
no pedado da luxuria
minha fome saciei
e o meu coração vazio
era outra escravidão
me entregava a todo mundo
mas vivia sem razão.

...Se estes homens me condenam
querendo me apedrejar
imagino então Jesus
com este olhar de tanta luz
seu semblante de bondade
paz amor e sinceridade.

Ao ver nele tanta paz
me arrependi de não ser capaz
de ter buscado a sua seu amor
de pedir-lhe por clemência.

E ainda que ele me condenasse
com suas próprias mãos me apedrejasse
talvez eu pouco me importasse
morreria lentamente
mas feliz por morrer crente
que foi morta por amor!...

Sua voz suave e calma
penetrou na minha alma
e me trouxe toda calma
um suspiro tão profundo
inundou meu coração
vi mudar todo meu mundo.

A multidão foi dispersando
meus pecados foi levando
me deixando com Jesus
eu senti o seu amor
resplandeci na tua luz
foi-se embora toda dor
o vazio a solidão
esvaiu do coração
ele mudou a minha vida
pois eu tive o seu perdão.






Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

O que não se ensina nas universidades





















Eu passei toda uma vida esperando
e enquanto esperava eu sonhava
e enquanto eu sonhava eu orava
e enquanto eu orava eu chorava,
pois a dor dos espinhos
a minha alma dilacerava.

Vi muitos partirem
pessoas que eu tanto amei
e ao vê-las partirem
meu Deus como eu chorei.

Bebi o absinto cálice da ingratidão
meu Deus como tudo isto feriu o meu coração
tive como inseparável companheira
a indesejável solidão.

Muitos me ridicularizaram
quantos de mim debochavam
e os meus sonhos a mim tão sublime
eles simplesmente ignoravam
em mim eles não acreditaram.

Ao ver a dor e a frustração
que de forma contumaz
angustiava a meu coração,

fechei-me no meu recôndito
fiquei eu e meu coração
a ouvir a minha própria canção.

Não sabia que toda dor a mim impetrada
me forjava na jornada
me ensinava o que muitos não entedem
o que não se ensina nas universidades
reverberava em mim toda a verdade.

E eu que pensava ser o dono mundo
fui viver no meu submundo
como semente enterrada no chão
vi morrer meu ego em podridão

esvair o meu próprio coração
e com ele as suas razões
que se transformaram em desilusões
para que Deus mostrasse a sua glória
e com graça e misericórdia
pudesse mudar a minha historia.




Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Incomensurável amor



incomesurável amoNão se pode mensurar o tamanho da bondade de Deus e nem a sua sabedoria, ainda que muitas vezes questionamos certas circunstancias que fogem ao nosso controle, mas  com certeza Ele tem todo o controle sobre todas as coisas...

Sei que esta afirmação é um tanto simplista para aquele que vive um caos, porém a verdade é que a bondade de Deus se manifesta inerente e dependendo a nossa entrega, da nossa confiança Nele!

Ele introjeta em nós um fluxo paradoxal algo que vai além da compreensão humana, e a única coisa que tem a capacidade de impossibilitar esta manifestação intrínseca a nossa alma é o nosso ceticismo causado pelo nosso ego.

Deus é amor mas o amor por nós mesmo acima de tudo impede que ele execute o que de melhor ele tem.

Há se pudéssemos simplesmente abrir mãos de nossos conceitos humanos e acreditar mais no seu incomensurável amor e compaixão para conosco!


Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.-João, 3:16-

sábado, 19 de outubro de 2013

Onde anda você Toquinho Vinicius de moraes



Onde anda você.

Ele cantou e encantou
sua voz ecoou
quantas mulheres amou,
mas não sei se verdadeiramente amou!...

Que seja eterno enquanto dure
mas sua eternidade foi tão sazonal
como foi a própria vida
e os amores que teve.

E o poeta se foi!...

Hoje jaz na lembrança
entre um copo e outro
encharcando a boemia
embebedando a ironia.

Eu ouvi suas canções
que ainda falam de amor
quantos amores viveu?!

E qual foi a mais amada
entre tantas que nunca foram dele,

pois se ao menos uma o fosse
viveria com ela
viveria para ela
e dela ele seria até a morte
e o amor não seria eterno enquanto dure
duraria eternamente.


Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.-João, 3:16-

terça-feira, 15 de outubro de 2013

O paradoxo de Daví




Havia um terrível e implacável bárbaro que ameaçava a uma pequena e humilde aldeia, ele era extremamente enorme além de robusto, algo análogo ao gigante Golias um personagem bíblico.

Análogo também era a determinação e a coragem de um franzino adolescente que indignado com as afrontas deste pusilânime, sentia-se um pequeno Davi disposto a enfrentá-lo enquanto toda a aldeia se desmanchava em pavor.

Só não houve analogia quando se deu o embate entre o gigante e o pequeno guri que mesmo sendo massacrado, destemidamente lutou até o fim, ainda que nem mesmo um fio de cabelo pudesse arrancar deste terrível bárbaro.

Porém, o que o  gigante não imaginava é que a vida daquele frágil garoto tornar-se-ia um exemplo, um divisor de águas, pois um velho e frágil ancião ao ver a coragem deste garoto resolveu seguir o mesmo exemplo ainda que da mesma forma também fosse massacrado!...

Depois levantou-se uma corajosa mulher a pelejar com a mesma determinação  e a medida que um caia ao chão outro se levantava até que a aldeia percebeu que a determinação, a vontade e a coragem sobrepõe a força e a arrogância e insensatez.

E o gigante foi vencido, não pela aldeia!
Mas pela coragem e determinação de um menino!...

 É necessário sempre acreditar, mas acreditar acima de tudo que o nosso maior inimigo não é o nosso oponente  e sim  a nossa falta de fé e coragem.



Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça,
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

As dores do mundo

Com o tempo a gente aprende, que nem sempre as coisas acontecem como queríamos que elas acontecessem!...

Que por mais que as lágrimas molhem nossos rostos.

Muitos a ignorarão

como se os mesmos não tivessem sentimento  

como se nunca tivessem perdido noites insones
em tristeza dor e lamento!...


Talvez seja a insensibilidade que os leve para o egocentrismo e eles não percebem que a tristeza e também um mal comum a todos...

E quantos ao se depararem com as dores do mundo, agridem a todo mundo como se todo mundo fosse culpado de suas dores.

Tudo o que sei é que...


A dor da incompreensão nos fere tanto como a dor da rejeição, só não nos machuca mais do que a dor da solidão.

Vejo almas mutiladas vidas ressecadas no efeito colateral de uma sociedade egoísta, e isto me faz cada vez menos crente do que seria uma sincera comunhão sem demagogia e falsidade, o que com certeza reverberaria a dignidade.

Dói saber  que a sociedade é formada por gente como a gente, que olhando para o próprio umbigo se escondendo em seu abrigo deixando a tantos desabrigados.

Vejo tantos desarraigados, mas demagogicamente adestrados a serem instrumentos de projetos sociais, que na maioria das vezes jazem apenas com o intuito de aliviar uma consciência sobrecarregada de todo mal que nós fazemos a nós mesmos...

Dão um pedaço de pão e dão adeus, mas esquecem que os seus sentem fome de um dialogo, sentem fome de carinho, ou até mesmo de respeito.

Porque é tão mais fácil agredir?!...

Rebater e retrucar abruptamente, ignorar um gesto de compreensão acompanhado de perdão?...

Se amassemos uns aos outros, amaríamos muito mais a nós mesmo, mas como os outros são supérfluos, nós dirimimos o direito de sermos mais felizes do que poderíamos ser...

Eu não sei!...


Talvez por sonhar demais, talvez por acreditar demais!

Acreditei tanto errado, confiei em tanta gente ,nesta gente fui tão crente...

Oh! Meu Deus infelizmente ,não colhi o que plantei...

Mas jamais vou desistir, pois se aqui eu não colher, lá no céu irei viver e tudo aquilo que plantei a Jesus ofertarei lá no céu eu colherei...

Custe o que custar!

Eu vou sempre acreditar  que nem tudo está perdido, que as pessoas ainda sabem amar!



Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito,
 para que todo aquele que nele crê não pereça,
 mas tenha a vida eterna.
-João, 3:16-

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Erva maldita

Esta erva,
que me põe na boca
o tão fétido hálito
num maldito habito.

Desta vida louca
que tirou-me a paz
meu Deus eu fui capaz
de matar minha alma
e hoje jaz sem calma
pois saí do prumo
eu perdi o rumo
desgracei minha sorte
e fiquei sem um norte.

Este mato,
que me pós no mato
que não tem cachorro
eu peço socorro
pois aos poucos morro
enquanto vegeto.

Esta droga
fez da vida uma droga
eu tornei-me um escravo
análogo ao escarro
desta maldita erva
que me pós no mato
um mato sem cachorro.

Sinto-me um cão
débil vira lata
vida tão barata
vale só um cigarro
um trago na maconha
que tão enfadonha
fez de mim ninguém
já que sou alguém
que perdeu seu norte
e vendeu sua sorte
por momentos loucos
de uma vida louca

e hoje a vegetar
vivo a chorar
olho no espelho
meu olhar vermelho
como me libertar?!

Deste vicio maldito
aonde eu aflito
engulo o próprio grito
já que morro aos poucos
ando como cão louco


ninguém pra me ajudar...



Drogas Matam _Luiz Arthur




Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
para que todo aquele que nele crê não pereça, 
mas tenha a vida eterna.
-João, 3:16-

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Quando o Vento de DEUS Soprar



Deixa que eu vá
Secar lágrimas que escorrem
Ressuscitar aos que morrem
Trazer um pouco mais de alegria
Preencher alma vazia

Falar como quem jamais falou
Ainda que não me ouçam
Ainda que não desejem ouvir

Que minhas palavras fiquem incrustadas
No recôndito alojadas
Para no momento certo
Quando a dor tiver por perto
Lembrem do que eu falei
Sem lembrarem-se de mim

Me treinei para rejeição
Não me incomoda a ingratidão
Nem tão pouco a solidão
Desde que tu continue comigo

Só não posso e nem quero
Continuar parado aqui
Continuar calado aqui
Sem ter vontade de viver

Já que nasci para viver
Para ser o seu prazer
Ao fazer do meu viver
Um receptáculo da tua vontade

Deus....
Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.-João, 3:16-

Malditos traficantes...

Jovens nas esquinas Vejo jovens nas esquinas e a esquina da vida é a esquina da morte onde a esquina do azar anulou toda sort...