segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Uma religião não tão materialista.

Senhor!...

Nas mãos de quem está a razão?!

Daqueles que falam o teu nome,
mas propagam o evangelho
oferecendo vãs promessas
de uma vida abastarda?!


Eu me sinto segregado,
até por ti me sinto desprezado
perdoe-me por dizer,
mas até por ti meu Deus querido!

Às vezes sinto-me ignorado.

Os meus sonhos tão frustrados
sonho em vão ao leu jogado
sinto-me tolo um patético
apesar de tão poético
que sonhou com um evangelho
que não fosse tão herético.

Uma religião não tão materialista
tão enxovalhada de artistas
e magnânimos conferencistas
mega stars
e pop stars
que em vez de te adorar
só adoram o bem estar.

Sou um tolo sonhador
que aludiu o seu amor
com um evangelho puro e simples
sem ter tantas heresias
em ofertas onerarias
para que vidas operárias
através destas ofertas
se tornassem empresárias.

Os cantores já não cantam
por amor ao evangelho
mas tornaram o evangelho
em que luzes luminosas
resplandecem nas ribaltas
cobram um mundo em dinheiro
e se cobrem com o tesouro
mas esquecem que o seu ouro
nunca esteve aqui na terra.

Houve um povo desprezado
que na fogueira foram queimados
vi os mártires da igreja
por leões dilacerados
vi a dor da inquisição
o amor ser perseguido
hoje o vejo ser aludido 
com está gananciosa teologia
que a todos contagiam
pois só fala em bonança
que o ouro é a esperança
ela esconde que Jesus
morreu humilhado numa cruz.

Devo então também eu me vender?
Deixar-me seduzir?
Como os outros me render?

Já que este evangelho
se perdeu no seu caminho
excluiu todos espinhos
e os cravos de sua cruz
hoje falam de Jesus
e aludem a sua luz
com as luzes da ribalta.

Uma vida só de prosperidade
e esconde a verdade
que um dia o seu amor
teve a vil dor como penhor
que se fez o salvador.

Prefiro que tire a minha vida
levando-me à sepultura,
deixa eu morrer em paz
pois  não quero ser capaz
de vender seu evangelho.

****

         O evangelho de Jesus é para todos, mas a doutrina do Espírito Santo é somente para aqueles que desejam serem salvos.

         Existe uma enorme diferença entre os que apenas escutam a mensagem do evangelho para os que amiúde buscam uma meditação e entronização com Deus através do Espírito Santo.

         Muitos professam a fé em Jesus Cristo, guiados apenas pela emoção e vivem influenciados por um raciocínio lógico germinado pela consciência coletiva que estabelece  seus paradigmas, e que indiferente de religião, vale mais o núcleo de um convívio e suas diretrizes elaboradas por uma razão convencional do que a verdade absoluta.

         Assusta-me certos exageros nestes movimentos extremamente perdulários que mesclam-se de inúmeros artistas  convertendo o propósito em apenas um show publicitário, aparentemente isto parece inofensivo mas este tipo comportamento tem banalizado  demais o cristianismo e com isto sucateado a sã doutrina.

E dói! 
Como dói ver alguns que cobram valores exorbitantes em cachês de igrejas que distante da vontade de Deus resolvem satisfazer a ganância destes mesmos artistas e já nem sei quem está mais errado, se os que cobram ou os que pagam.

         Quantos convivem com uma ideologia ainda que com ares de teologia, mas não tenham a mínima noção da profundidade de uma genuína vida cristã, muitos se batizam sem a consciência da responsabilidade não sabem na íntegra o significara a palavra arrependimento, pois as igrejas, não todas, tem se preocupado com a quantidade e renda per capita e não com a qualidade, é obvio que estou falando em tese.

         Isto traz uma tristeza tão grande no coração de Deus fazendo-o lembrar da igreja medieval quando no afã de estender seus marcos induzia enumeras pessoas  a sua crença até mesmo batizando-as aos milhares, e quantos batismos estão sendo efetuados a revelia sem a mínima responsabilidade e com milhares...

Mas e depois desta emancipação, desta proliferação?

         Como aleluias “insetos oriundos do cupim” e como tais insetos que se perde ao reflexo da luz e depois se despedaçam no chão sem asas a mercê de implacáveis predadores..., tão poucos conseguem sobreviver!
         Só que há uma enorme diferença entre almas que morrem sem um apoio ostensivo e simples insetos, não podemos levar vidas e mais vidas a revelia e depois tal como Pilatos lavarmos as nossas mãos dando as costas para o grande numero de pessoas que conseguimos atrair deixando-as esfaceladas em total miséria espiritual.



Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Serás sempre mulher! [Uma resposta a Avon]

A semente que gera. És feminina és doce és bela! suave como a pétala de uma flor tão sublime és princesa e não importa sua ra...