segunda-feira, 21 de março de 2016

Paradoxal filosofia.



A doutrina preconizada pelos apóstolos, extraído do evangelho de Jesus Cristo cujo testemunho sublevou e transcende toda e qualquer ideologia, toda e qualquer filosofia antropocêntrica em que seus idealizadores dimensionam apenas as limitações de sua própria consistência e com isto tornam-se tênue em sua essência.
...E até mesmo no campo da teologia, quantos acabaram por adultera-la quanto impetraram a esta mesma teologia o seu subjetivismo e fizeram de suas teses, deturpações que muitas vezes parecem coerentes, mas que se limitam ao campo daquilo que eles orquestraram e por esta causa quantas teologias acabaram sendo criadas germinando desta forma, estúpidos e tolos filósofos teólogos sem logicas!...
Por mais que o homem se eleve...
Por si mesmo, só chega aonde alcança o seu braço e quando este tentar ir além acaba reduzido ao fracasso cheio de fadiga e cansaço.
Tenho visto vários lideres e varias escolas em que muitos fazem ferrenhas  apologia a sua ideologia, questionando a de outrem procurando dar ênfase a si e aos seus correligionários cúmplices de suas ideais.
São pessoas que desfilam suas empáfias subjetivas, ainda que de forma prosaicas alguns deles demonstrem através de sua filosofia de vida um estilo simples de viver e de conviver.
Colocaram no bojo de suas teses questões antropocêntricas ideologias egocêntricas cheias de homens vazias de Deus e nesta espécie de pleonasmo contemplo os que querem dourar o metal com as suas ideias e por Deus eu digo...
Obrigado Jesus Cristo, por ter a filosofia de apenas um simples carpinteiro missionário mensageiro...
E fizeste de sua escola, o paradoxo das escolas contemporâneas cujos seus alunos só foram entender tão paradoxal filosofia quando se esvaziaram por completo.
E ao abraçar as suas ideias abraçaram também a sua cruz!
A grande loucura que fez de um simples carpinteiro o transverberante missionário mensageiro.
E o paradigma tornou-se acessível em que de forma quase rupestre rudimentar nas minhas redundantes palavras eu termino com um ultimo pleonasmo um tanto antagônico paradoxal.
Pois a mensagem da cruz é loucura para os que estão perecendo, mas para nós, que estamos sendo salvos, é o poder de Deus.
I Coríntios, 1: 18


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cães ladram, mas a carruagem passa.

Existe uma enorme influencia advinda de filosofias progressistas que deturpam de forma profunda o conceito familiar, eu sei que é impor...