quarta-feira, 2 de março de 2016

Somos seres perecíveis.

Nossa história nos faz centro
como únicos presentes
super estimamos os nossos valores
em uma convicção tão egocêntrica
arraigada no cotidiano
vamos seres perecíveis
contar uma vida passageira.

Quem ainda não chorou?
Quem ainda não fez chorar?!...

Quem um dia não foi fraco?
Teve medo de ser forte
teve força pra aceitar
que por mais forte que o seja
haverá sempre o medo
isto não nenhum segredo.

Se olharmos para dentro
perderemos em nós mesmos.

Como é que pode ser?

Pois nós somos tão complexos
ao mesmo tempo tão sem nexo
e ficamos tão perplexos
pois morremos sem entender
porque temos que morrer.

Mas morremos a toda hora
a cada dia e sem parar
ainda assim somos orgulhosos
não paramos pra pensar!...

Porque tanto egoísmo?
sermos o centro de nós mesmos
se o centro das atenções
foi humilde ser vivente
não viveu a sua vida
mas morreu a nossa morte
para tornar-nos imortais!

Preferimos ignorá-lo
não queremos aceitá-lo
convertê-lo em nossa força
para perder o nosso medo
de esta vida enfrentar
pois a morte ela virá!

Inventamos sempre um álibi
para não assimilar
esta esplendorosa luz
que brilhou com tanto amor.

Um amor puro e sincero
que fez o nosso criador
chafurdar-se nesta terra
empapar-se em sangue e dor
para aniquilar nossos pecados
nos  trazer libertação
e através dos seus ensinos
reverberar o coração.

Nesta dor que esvaiu sangue
exaurindo a própria vida
restaurando nossas vidas
ele morreu a nossa morte
para vivermos a sua vida.

...Talvez digam ser tolice
algo assim meio patético
e recebam com um sorriso
por isto tudo ser poético.

Poesia é uma forma de amar!
Mas foi dor e não poesia
no seu sangue derramado
ele estava catatônico
corpo vil e dilacerado,

pois foi algo tão dramático
de um amor tão dogmático
obstinado a cumprir o seu papel
e depois voltou ao céu
foi prepara-nos um lugar
e só faz uma exigência
reciprocidade ao amar
por amor também entregar
nossas vidas em suas mãos.

Não!...

Não é pelo que eu escrevo
são só  palavras e nada mais!

Mas pelo estigma de Jesus
este Deus sofreu demais!

Em sua renuncia foi capaz
de deixar sua majestade
subjugar sua deidade
assumindo nossos flagelos
e tornar-se a solução
o caminho e a verdade
vida viva em nossas vidas
para sermos seres livres
pois sem ele na verdade
jamais chegaremos a Deus

somos seres perecíveis!...


Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça,
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Só queria uma chance. [ Ao ouvir Roberto Carlos - Estou aqui! ]

No cartaz estava escrito. GRANDE CURA PARA O MAU. Dizia que o Senhor é a solução… ***********   Eu vim aqui Senhor!… ...