segunda-feira, 29 de abril de 2013

Segundo o coração de Deus


Parece um tanto paradoxal quando afirmo que ser certo difere de ser bom, pois nem todo bom está certo, porém aquele que decide fazer o que é certo ainda que não seja tão bom tornar-se-á muito mais profícuo.

Talvez seja esta uma das razões que levou Jesus Cristo a afirmar para um jovem rico que bom é somente Deus. “Mateus, 19: 17”

A bondade parte de uma subjetividade egocêntrica e tem a capacidade de criar um estereótipo que camufla a essência subjetiva.

Não estou com isto dizendo que não devamos ser bons, aliás! Quando fazemos o que é certo invariavelmente, inevitavelmente nos tornamos bons, não necessariamente por nossa índole, mas por causa das atitudes que tomamos.

Quantos não confundem a bondade com temperamento entre tantas outras discrepâncias, mas ignoram que a filosofia, ideologia, até mesmo a teologia não passam de voláteis e efusivas nuvens abstratas, se não estiver arraigado na verdade.

Verdade esta que jamais sobrepujou a bondade, mas esta mesma bondade torna-se um dos preceitos intrínseco a verdade cujo paradigma não se submete a princípios subjetivistas.

Deus não está a procura de indivíduos bons e sim a procura de pessoas certas, pessoas que andam segundo o seu coração, pessoas que perscrutam o seu coração para uni-lo ao dele.

E isto não se faz por intermédio de nossa pseudo bondade, mas por intermédio das sagradas escrituras, pois elas são a vontade de Deus convertidas em palavras que se tornaram o seu preceito.

Na verdade as sagradas escrituras poderiam comparar-se ao eletro cardiograma deste mesmo Deus.

Mas quantos estão de posse deste eletro cardiograma, mas não o avaliam de acordo com os sinais que o mesmo manifesta?!

Ou pior,

Quanto dirimiram pontos imprescindíveis ao fazerem uma análise errônea, e agora impetram a outrem seus preceito deturpados como pratica de vida?!...

O segredo do rei Davi não estava em ser bonzinho, ele era segundo o coração de Deus porque sempre buscou a sua vontade em primeiro lugar, e nas vezes que deixou de fazê-lo pereceu com isto, mas a grande vantagem e que ele se humilhava a este mesmo Deus clamando por misericórdia.

“E, quando este foi retirado, levantou-lhes como rei a Davi, ao qual também deu testemunho, e disse: Achei a Davi, filho de Jessé, homem conforme o meu coração, que executará toda a minha vontade.
Atos dos Apóstolos, 13: 22

  




Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

sábado, 27 de abril de 2013

Quando o amor é verdade

Do livro O Padre Galego

O que é o amor?...


 Quando há o brilho no olhar!
E em sonho se esvai
em um olhar tão perdido
a vagar pelo céu,
isto sim é o amor!



Quando voz se cala
e é o silencio que fala
sem palavras se diz,
o que os olhos refletem
pois os olhos não mentem
isto sim é amor!

Quando se vive bem dentro,
quando dois cabem em um,
e um sem o outro não é nada,
sempre juntos estão
seguindo a mesma a estrada.
isto sim é amor!

Quando um beijo é tão pouco,
para expressar todo amor.
Que jamais foi sem nexo,
tão sublime complexo,
isto sim é amor.

Quando o amor é verdade,
ele enaltece a dignidade.
e se dá a este amor
para um dia se amar!
Já que basta um olhar!
ou talvez só um gesto
isto sim é o amor!

Os diamantes são raros,
de valores tão caros,
mas que nada vale
para quem não dá valor.

assim é o amor!...



Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

quinta-feira, 25 de abril de 2013

DEUS


Deus,
Ajuda-me a entender o meu futuro, pois eu só vivo o presente e neste presente ao qual eu vivo vejo a situação apenas pela minha ótica apenas pelo meu ponto de vista.

Eu sei que tu sabes todas as coisas e que o quê hoje eu penso ser a solução na verdade não passaria de um grande engano uma terrível derrota, se aquilo que eu acredito não estiver dentro de vossa ótica.

Porém, eu bem sei que quando me criastes, já sabias por onde eu haveria de passar qual o cominho certo em que devo trilhar.

Eu não quero desviar do caminho que viste e entendes ser o melhor para mim ó Senhor!

Ajuda-me para que ao findar de tudo eu tenha feito o que é o certo....


Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

A verdade





















O que é a verdade?

Algo que parte do ponto de vista que se vê?!
Algo intrínseco a razão de se ser?!
Algo que se faz eminente a vontade do querer?!
Algo pessoal espontâneo e pragmático?!
Algo relativista, subjetivista e humanista?!

A verdade é que a verdade não tem partido!...
Ela não é parte de um todo, porém tudo parte dela,
a verdade e o reverberante paradigma 
dirimindo o engodo, o sofisma,
convertendo-os em anátema.

É o antágono, o antidoto, o paradoxo,
conflitante, impactante, chocante.
desafiador elucidador ...

A verdade é o verbo imperativo,
a idoneidade da consciência
inegociável, inexpugnável, inquestionável...

A verdade é como o amor
morre se preciso for
em prol de si mesmo, 
para ser sempre o que se foi!...




Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

terça-feira, 23 de abril de 2013

EDUCAÇÃO





A educação é a base sedimentar para o fortalecimento de uma sociedade, é o paradigma elementar e imprescindível para que se construa uma nação idônea.

Inquestionável e insubstituível, a educação deve ser referendada como única condição para estabelecimento de propósitos e princípios proativos.

Qualquer outro tipo de filosofia comportamental deveria sucumbir-se aos princípios basilares desta mesma educação.

Qualquer organização deveria respeitar e reconhecer a inexpugnabilidade dos preceitos que ela preconiza.

E aqueles que a preconizam devem acima de tudo ser fidedigno a mesma, para que aqueles que dela nutriram e se estabeleceram, sucumbam-se a sua hegemonia...





Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça,
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

segunda-feira, 22 de abril de 2013

É sempre mais feliz quem mais amou


O amor é a essência abstrata mais concreta que existe,
e todo aquele que ama de verdade
vive a mais sublime e deslumbrante magnificência da alma.

Não há quem possa dissecar o amor
conhecer suas entranhas tê-lo na palma da mão.

O amor vai muito além de nós
ou até mesmo do quê tudo o que sentimos,
e por mais que o sintamos,
somos tão pequenos mediante a sua incomensurável essência!

O poeta o declama, e o ama até sem ter amor,
mas é apenas mais sensível a excelência desta essência.

O filosofo o avalia,
sabiamente o interpreta,
mas é tão  vã filosofia,
pois o amor é só o amor.

O amor é só um olhar
um sorriso a se dar
o amor é espontâneo
é o prazer de se amar

mesmo que as vezes doa
com o tempo amadurece
vence angustia vence a dor
e o ódio se enfraquece
se esvai desaparece...

E mesmo que se tenha tanto amado,
sem ter o retorno do teor
pode acreditar que amou muito
não se mereceu este amor

e se verdadeiramente amou
isto não refrão de uma canção
é sempre mais feliz quem mais amou!...



Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Você o rio e eu














Eu vi sua nascente
ele veio das nuvens
tão pequeno crescente
como um pingo de gente

corria tão calmo
inspirou-me este salmo
e torno-me tão calmo
em paz sei vai minh’alma.

neste rio abstrato
límpidas águas invisíveis
eu vi coisas incríveis
que há neste rio.

...E o rio foi crescendo
entre áridas escorrendo
seu fluir envolvendo
Ó meu Deus eu fui vendo
este rio crescer

mas procura entender
este rio não para os outros
pra que não queira entender!

...Este rio é pra você.



Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

quinta-feira, 18 de abril de 2013

O rei o rio e o povo


















Um rio abundante corria
e a vida de ti escorria,
mas o rei jamais se curvava
seus lábios rachados ressecados sedentos
e o rio tão caudaloso!...

Incomensuravelmente profundo
cabia-lhe o mundo.

E o rei assentado em seu trono 
matava de sede o seu povo
sabia que havia um rio abundante a correr
em terras distantes de um rei sem coroa  e sem glória
um rei sem passado também sem historia...

Mas cuja historia iludem a tantos
mas é só uma  historia
como a historia de tantos.

E ainda que rei,
era somente um plebeu
distante do rio.

...E o povo que ria risadas histéricas
morriam em cada risada que davam
sorrindo o triste engano

sem as águas do rio
enquanto seu ventre
tão raso seu veio
morria no meio
secava sua fonte
e a fonte da vida
fluía em outro lugar

mas entorpecido no cio
o povo não viu
o rio que leva
estava descendo

e o rei esquecendo
enquanto morrendo

até ser somente uma historia
contada por todos
mas as águas secaram
e o rei sei morreu
do rio esqueceu
e o rio se foi
desaguar-se ao mar.




Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

terça-feira, 16 de abril de 2013

O Solitário homem da lua


Do livro Síndrome das drogas.

Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Um solitário que viveu a sonhar!...

Do livro Filhos da África

















Às vezes sinto uma vontade tão grande de chorar!...
Pudera eu ver e viver a vida por um novo prisma
sem esta saudade que invade a minha alma
que recrudesce um sentimento tão inútil
de querer voltar ao passado.

Aonde deixei de fazer o que seria o certo,
mas o tempo não me dá esta chance
não temos direito a uma revanche
de voltar e consertar nossos erros.

Então ele vem bem próximo a mim
com sua voz silenciosa em meu coração
doce Deus das mãos furadas
meu amigo desta minha solidão
e como uma brisa suave
sopra em meus olhos umedecidos


por isto intimamente peço perdão
sei que o meu passado não foi de flores
mas estou indo de encontro a minha alegria
aonde os sonhos se concretizam

e então serei só uma lembrança que passou
um solitário que viveu a sonhar!...



Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

O caminho das almas



A vida nada mais é do que um estágio para o futuro
e a alma nada mais é do que um sopro de Deus
a sua ressonância aqui na terra
como um oblíquo espelho
que se distorceu ao longo do tempo.

Onde esta imagem não mais reflete a integridade
aonde foi destorcido o brilho da luz
que reverbera a hegemonia.

...E a alma segue o seu caminho
por ela mesmo traçado
até que o caminho das almas
chegue ao pondo final,

para onde levarei a minha alma?






Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Cor púrpura

Do livro O Padre Galego

















Morre o sol tão tristonho,
em uma tarde de inverno,
prelúdio do fim de um sonho,
cor púrpura invade a terra.

Num deslumbre qual luz de quimera,
ao longe cantava um passarinho
o filhote trinava em seu ninho
com frio queria carinho.

Uma linda menina cantava baixinho,
e o sol derramava seus raios
ferido ao cimo do monte,
punhal negro que sangra o coração
de um sol que derrama sua dor,
parece a dor da perda de amor,
quem sabe ele via o amor desfalecer,
morria tristonho sem querer nem morrer,
pois  já viu tantos amores nascerem,
qual luz da manhã resplandecerem,
a noite não os viu esvair dissolver,
o amor que juraram para sempre viver!...

E a donzela cantava,
e o sol se inclinava,
em raios chorava,
a Deus sei clamava.
canta menina,
canta pra mim!

Tira-me desta tristeza sem fim!...



Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

terça-feira, 9 de abril de 2013

Sodoma & Gomorra


Ó cidade abstrata
Infiel tão ingrata
de idéias tão fartas
pensamentos deturpados
fétidos podres adulterados.

Distante de Deus,
convertei ó meu Deus!
este âmbito maldito
este povo proscrito
torna-os mais cristãos.


Vem curar esta terra
de sua promiscuidade
de relativas verdades
aonde a verdade absoluta
difere de outras verdades
e as pseudos verdades
formam falsas identidades.

E os faltos de personalidades
impetram seus erros
causando tantos danos
é a terra do engano
em que cultuam o profano.

Ignoram o sacro
subestimam aos santos,
mas cidade sem lei
esta cidade aonde o príncipe
usurpou para si
e domina inerente
como deus deste século
e a maldade impera
com engano prospera
até que eu tal qual Ló

seguirei meu caminho
deixarei esta terra
aonde mal se encerra
sem olhar para traz

para vê-la submergir
sob o fogo que queima
neste povo que teima
ser cidade sem lei
ser cidade sem Rei
ser cidade sem Deus






Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça,
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

sexta-feira, 5 de abril de 2013

O filho do homem














Quantos fatos sucederam
milhões e milhões nasceram
como também milhões e milhões já morreram
quantos de várias formas o descreveram!...

Quantos verdadeiramente o obedeceram?

Há quanto tempo viemos depois dele!
depois de várias destas descrições, convicções…

Muitas delas tão alienadas voláteis
orquestradas do produto de suas imaginações
chegando a tê-lo como.

Déspota possessivo e poderoso
e ou inacessível impetuoso.

Porém para muitos,
poético romântico e vistoso
apenas um sábio profeta.

Triste é para os que o tem
como a historia dileta
convertendo-o em instrumento
para sórdido e ilícito enriquecimento
lançando ao esquecimento
todo amor e toda paz
o alívio de qualquer tormento.

Estas hediondas descrições
tentam ofuscar a razão
todo amor que culminou em perdão,
geram sempre controvérsias
confundindo a tanta gente
tantos fatos divergentes
onde a gente,
em nosso orgulho eminente
e estupidamente se ignora
a verdade que aflora.

seu nome é Deus
que se converteu em Jesus
para perdoar nossos pecados
dependurou-se em uma cruz
derramando o seu sangue lentamente
sangue de um homem inocente
para salvar todos tipos de gente
que a ele se converte.






Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito,
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

segunda-feira, 1 de abril de 2013

1º de abril


Quem vive na mentira,
e ou vive da mentira
que só fala mentira
só  mente a si mesmo.

Somente sua mente
obstinada consente
que tão continuamente




MENTE.

Contumaz ele mente,
não se importa com seu rótulo
se o chamam de pústula
um biltre demente.

Se o olham tão descrente
ao saber que seu lego
prejudica a tanta gente.

Mas o que é a mentira?
Além da obvia falta da verdade
em que se falta com a verdade
adulterando a identidade.

É o sofisma
que gera os cisma
a força do engano
a falta de luz.

Deturpa a sinceridade
mas nem sempre a sinceridade
e análoga a verdade.

Há o sincero ao mentir
e o mentiroso verdadeiro
e já não sei qual é pior!

Entre meias verdades,
a mais terrível mentira,
ou uma mentira supérflua

e de mentira em mentira
se constrói um castelo
sobre um flanco de areia.

mas a verdade é o paradigma
a verdade é a luz
ela a consciência
a verdade é Deus
a verdade é Jesus
ou o que restou dele em nós...



Dia 1º de abril é tido como o dia da mentira, algo que permeia nossas vidas em que brincadeiras são evidenciadas...

Porém muito mais nocivo do que uma afirmação este substantivo traz inserido anomalias que podem destruir uma família uma sociedade quando a mesma torna-se crônica.

Pode destruir um relacionamento deturpando uma comunhão, tornar inverossímil uma doutrina e com isto solapar toda consistência de uma consciência.

Se envereda na política, na religião, corrompe homens de bem insufla o egocentrismo, e com ele as mazelas humanas...

Em fim!

Figurativamente, mentira e a mais terrível das metástase advindas do inferno para infectar a sociedade 



Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito,
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

Lanterna dos afogados.

Quando eu adentro em uma igreja e me prostro diante da presença de Deus est...