quinta-feira, 31 de agosto de 2017

A boa, agradável e perfeita vontade de Deus.



Normalmente nossas vidas tendem nos levar paulatinamente para o centro da nossa própria vontade, e na maioria das vezes as nossas vontades são boas apenas no nosso ponto de vista.

E quando delegamos a Deus o privilégio de aprimorar estas vontades, elas por razões egocêntricas, acabam sendo proteladas e às vezes até mesmo dirimidas.

Todas as vezes que fazemos valer os nossos direitos desta maneira tão egocêntrica, estes direitos se perdem em nossas imperfeições em que nossas ações deturpam o que seria a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.

O longo processo de aprimoramento faz com que no fim venhamos entender o porquê da vontade de Deus ser boa agradável e perfeita.

Entendemos que por ser boa ela visa nos tornar melhores, a nós e ao próximo, e com isto se torna também agradável já que não vilipendia a perfeição trazendo total hegemonia ao que tange o proposto superlativo deste mesmo Deus.

O de sermos instrumentos vivos cuja glória de Deus transcende a qualquer interesse particular e ainda que ele exista que  seja necessário viável, imprescindível é ir além da excelência... 


Quando deixamos de fazer a nossa própria vontade para executar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus, paradoxalmente estaremos fazendo a nossa já que foi ele quem nos criou e o fez para um objetivo, e quando não alcançamos tal objetivo, somos apenas efêmeras substancias que se deteriora com o passar do tempo.



Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito,
 para que todo aquele que nele crê não pereça,
 mas tenha a vida eterna. -João, 3:16-

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Eu só queria ver Jesus!



Um dia caminhando sobre a areia da praia
lembrei-me de um velho poema
eu vivia tão amargo dilema
enquanto caminhava abatido
deixando minhas pegadas na areia,
pois eu me sentia tão só!

A dor invadia o meu peito
a angustia sufocava o meu coração
e na dor da solidão
eu não via a solução.

...E vagava andando pela praia
ao som das ondas do mar
que ofuscavam as minhas lágrimas
que me faziam chorar!...

Eu só queria ver a luz!...

Eu só queria ver Jesus!

Eu só queria um alivio
eu não queria aquela cruz.

...E sem achar a solução
eu perdi minha razão
entreguei-me a aflição
eu não via a Jesus
só sentia a dor da cruz
que crucificava a minha alma
tão ferida tão sem calma.

...Mas tudo nesta vida passa
como a dor que sei passou
e outras dores me vieram
para então eu compreender
que a dor que me foi forte
o gosto amargo da morte
para Deus foi o mais forte
argumento ele em lamento.

Deixava-me então a sofrer
para na dor me fortalecer
e eu ser mais que vencedor.

...Ele também sofreu de dor
como homem ele chorou
em suas lágrimas de cruz
com amor sei suportou
por amor sei se entregou
para hoje quando houver a dor
mesmo estando eu em dor
sufocá-la com o amor.

Toda dor há de passar!
Toda lágrima há de secar!
Mas enquanto ela não passa
Deus derrama a sua graça.

...Se a dor te dói agora
Qual ferida que aflora
e por isto sei que choras
ela um dia me doeu.

...Como o meu coração sofreu!

Mas também doeu em Deus
humilhado lá cruz
aquele homem era Jesus!

Que nos vê passar no vale
e nos fortalece em nossos males
com consolo e com amor
ele sabe do penhor,
pois só vencendo esta dor

somos mais que vencedores.



Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, 
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna.
 -João, 3:16-

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Esquecem de sua cruz.


Pudera eu falar apenas do perfume das flores
dos mais gostosos sabores
do encanto e dos amores...

Falar só meias verdades
converter o meu Deus
em um engodo da prosperidade.

Como fazem os mercenários
que tal qual conto de vigário
em seus programas diários
iludem a tanta gente,
infelizmente...

Me perdoa esta expressão
tão hostil minha reação.

É que infelizmente amiúde
sempre inundam seus açudes
enriquecendo cada vez mais
e se dizem assim tão santos
ninguém toca em seus mantos...

Mas imploro a Deus em prantos
Pai!
Em o nome de Jesus
derrama a sua luz
ressuscita esta cruz
e levanta seus ungidos!

Homens que vivem preteridos
mas amantes da verdade
não amantes do dinheiro
não extorquem nosso celeiro,

pois voltamos a idade media
não se cobra pra ir pro céu,
mas se vende o céu aqui na terra...

Deus!
ressuscita a Lutero
traz de volta João Calvino
reascenda a fogueira
deixa nela eu me queimar!...

Hoje não se vende indulto
mas para um povo tão inculto
eles vendem as suas benções.

Anularam a salvação
não se fala em perdão
hoje o céu é aqui mesmo,

pode estar na ilusão
de possuir uma grande mansão
ou em carros importados,
e por um conto do vigário
o evangelho foi trocado.

Já não amam mais a ti
nem ensinam a te amar!

Minhas lágrimas vêm aos olhos
minhas voz tão embargada
vejo o sangue de Jesus
ser pisado nesta estrada.

Pai!...
João Hus morreu queimado
mas ele morreu honrado
mesmo sendo humilhado
e ninguém mais fala disto.

O evangelho ficou louco
como loucos os que o pregam
pois esquecem de sua cruz
aos prazeres se entregam
por uma oferta mercenária
para encher seus podres cofres.

Eu deixei o mundo pra traz,
pois eu não suportava mais
a ganância que havia
e hoje eu por ironia
vivo a mesma agonia.

A ganancia e a ambição
entorpecer o coração
é difícil ver um crente
e aludi-lo a um cristão
pois o pecado tem matado
toda esta geração.




Não ajunteis tesouros na terra, 
onde a traça e a ferrugem tudo consomem, 
e onde os ladrões minam e roubam;
Mas ajuntai tesouros no céu,
 onde nem a traça nem a ferrugem consomem,
 e onde os ladrões não minam nem roubam.
Porque onde estiver o vosso tesouro, 
aí estará também o vosso coração.

A candeia do corpo são os olhos de sorte que, 
se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz;
Se, porém, os teus olhos forem maus, 
o teu corpo será tenebroso. Se,
 portanto, a luz que em ti há são trevas, 
quão grandes serão tais trevas!
Ninguém pode servir a dois senhores; 
porque ou há de odiar um e amar o outro, 
ou se dedicará a um e desprezará o outro. 
Não podeis servir a Deus e a Mamom.

                                                                                   
  Mateus, 6: 19 - 24

sábado, 26 de agosto de 2017

Bondade graça e amor!




Meus direitos terminam aonde começa o seus,
os seus direitos jamais ultrapassarão aos meus,
pois abaixo do céu deste Deus
convivendo entre os seus e os meus
não posso fazer dos que são meus
alguém melhor do que os seus.

E Deus.

Que sempre foi melhor do que todos nós
ecoa sua tão sublime voz
reverberando entre nós,
também entre vós!

Bondade graça e amor!

Chamando para tão perto dele
dizendo vinde a mim todo aquele
que queira entregar-se a ele.

E ele.

Que é Deus e a tudo criou
e de tal maneira este mundo amou
que o filho unigênito entregou
com o filho a salvação outorgou.

Tornando-se caminho de luz
e jamais se chegará a Deus
senão através de Cristo Jesus.




Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito,
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna. 
-João, 3:16-

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Pra dizer que não falei das flores. [ Ao ouvir Geraldo Vandré.]



Hoje não vivemos a ditadura militar, mas vivemos a ditadura do elitismo que fazem de poucos os senhores feudais e de políticos lacaios subservientes que ajudam a massacrar a maioria proletária...

Hoje não se prende não se espanca não se flagela, “pelo menos em tese afirmo isto”, mas se humilha se segrega!...

Hoje não se expõe ao martírio físico, “não de forma clara e orquestrada como antes”, mas se impetra uma avassaladora tortura psicológica.

O abismo social que se formou em que as leis encontram-se falidas e cheias de brechas aos que possuem condições para perfurá-la, homens que trazem nas mãos as condições de promover uma vida mais digna mais isonômica não se contentam em arrebanharem para si mesmos aquilo que poderia dirimir a miséria social.

Nossas escolas nossos hospitais agonizam doentes decrépitos a vegetarem, as praças publicas se infestam de miseráveis dependentes químicos que foram excluídos da sociedade...

As igrejas se engalfinham entre si para mostrar qual é a que pode mais qual a que mais brilha, mas esqueceram do digno papel de uma instituição.

 Falam de Deus, mas um deus que obcecadamente quer mais e mais ofertas em espécie, pouco importando a espécie do caráter daquele que entope seus altares de dinheiro.

Corporativismos são formados em que apenas os seus correligionários se valem da oportunidade que cavaram ao adentrarem e se tornarem parasitas humanos que venderam a suas almas ao diabo.

E o diabo faz loucuras já que a falta de uma idoneidade torna a sociedade pervertida na falta de líderes que façam apologias honestas no sentido de arvorar a bandeira da dignidade.

Políticos ou religiosos adoram aparecer na mídia para mostrarem seus lindos sorrisos, mas fecham as portas de seus carros quando veem um miserável se aproximando para lhe pedir uma esmola.

Nossas crianças desnutridas sem esperança e sem um respaldo vão crescendo a revelia até que se transformam em marginais então queremos que haja pena de morte para elas.

Como poderíamos matar estes marginais de cada dia se não lhes demos uma chance na sua infância?...

Quero deixar meus pensamentos expressados ainda que seja tido como um louco ou tolo, e por isto segregado...

 Quem sabe outro louco visionário acredite nos meus ideais, compre as minhas ideias, e faça da minha ideologia uma praticidade filosófica...

Ou quem sabe "Pra dizer que não falei das flores" eu tal como Geraldo Vandré, desapareça e volte depois com um novo discurso...

 Para o triunfo do mal só é preciso que os bons homens não façam nada.  


Bem-aventurada é a nação cujo Deus é o Senhor, e o povo ao qual escolheu para sua herança.
Salmos, 33: 12

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

O tempo e o vento. [Ao ouvir Verônica Sabino]



O vento sopra e vai com tempo
tornando triste este momento
razão maior para o sofrimento,
e por mais que esteja em evidência
com o tempo cairá no esquecimento.

Aqui dentro.
coração bate lento
ele sabe conhece este tempo
que o envelhece levando bons momentos
que com o tempo vai-se embora.

Por fora sorri
por dentro sei chora
ao sair porta a fora
é chegada a hora
e agora?

Com o tempo virão novos ventos
trazendo novos contentamentos
e quem vai é apenas alguém
que o vento e o tempo levou
alguém um dia aqui viveu
sorriu cantou chorou...

Que por um instante encantou
e agora segue no tempo
como folha soprada pelo vento
abstraindo-se no pensamento
pois caminha para o esquecimento
e o coração bate lentamente
tão abafado precisa do vento
que viesse sem o ar do tormento
pudera eu ser como vento
que vai e que vem e ninguém vê.

Mas se vento fosse eu
assoprava para longe o triste momento
de ter que ir embora
deixando um vazio aqui dentro.

Mas é preciso ir
outro caminho seguir
e tentar viver
sonhar encantar e sorrir
para depois ter que chorar
até que um novo vento
me leve para onde

um dia terei que passar!





Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito,
 para que todo aquele que nele crê não pereça, 
 mas tenha a vida eterna.
 -João, 3:16-

Chorar faz bem ao coração.

Chorar não faz bem para a saúde quando o faz amiúde as lágrimas são tal como um açude e a alma então se inunde. Quando a vid...